sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Magnólia

título original: Magnolia
gênero: Drama
duração: 188 min 
ano de lançamento: 1999
estúdio: New Line Cinema 
direção: Paul Thomas Anderson
roteiro: Paul Thomas Anderson
fotografia: Robert Elswit
direção de arte: William Arnold, Mark Bridges


Earl está a beira da morte, é casado com Linda (sua esposa troféu), e quer se reconciliar com seu filho: Frank, um guru machista. Jimmy apresenta um programa de crianças prodígios onde Stanley participa por ser obrigado pelo pai oportunista. O apresentador tem poucos meses de vida e procura se reconciliar com a filha, viciada em cocaína. O ponto em comum? Todos moram em um bairro cortado por uma rua chamada Magnolia.
Quando for assistir a esse filme esteja bem acordado, com a sua atenção ligada no máximo e desligue qualquer coisa que possa te distrair. A trama é ligeira, as principais explicações acontecem nos primeiros dez minutos de filme e se as perder poderá sentir uma dificuldade em acompanhar as próximas 3 horas de filme.
Várias histórias ocorrem ao mesmo tempo, alguma ligação entre elas? Talvez só a coincidência, talvez não. Mágoa, ressentimentos, angústias, sofrimentos dos mais variados de pessoas em várias situações.
Todos os atores estão completamente entregues a seus personagens, mas daria destaque principal a Julianne Moore e Tom Cruise. Acredito ser a melhor atuação que já vi de ambos.
Li que há muitas referências bíblicas nesse filme, como não sou conhecedora, talvez o filme tenha ficado um pouco mais raso para mim. Boa parte do filme você talvez sinta que as coisas estão apenas acontecendo sem um propósito, mas quando a chuva de sapos vem, as coisas tomam um rumo.
Valeu a experiência de assistir, é um filme marcante sem sombra de dúvidas.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica:
IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.