sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

O Indomado

título original: Hud!
gênero: Drama, Faroeste
duração: 112 min 
ano de lançamento: 1963
estúdio: Paramount Pictures 
direção: Martin Ritt
roteiro: Irving Ravetch, Harriet Frank Jr., Larry McMurtry
fotografia: James Wong Howe

Hud é um homem que vive envolvido com jogos, bebidas, brigas e mulheres. Ele gostaria de usar a fazenda do pai para extrair petróleo, mas o pai prefere manter a criação de gado, isso faz com que eles entrem em conflito com frequência. Porém, o surto  de uma doença poderá mudar seus destinos.
Tinha esse filme na minha lista por conta do livro "1001 filmes para ver antes de morrer" e quase perdi a chance de assistir na TV porque o Telecine Cult o estava divulgando como "O Indomável".
O IMDb não o considera um faroeste, mas eu inclui essa classificação por um fator: enxergo esse filme como uma leitura das mudanças de tempo que chegaram nos ranchos do Velho Oeste e como as pessoas lidaram com a modernidade. Seria então um western "atual".
O roteiro te prende, o conflito entre familiares e suas razões criam um certo suspense que causa interesse.
Patricia Neal está encantadora no papel de uma mulher sofrida mas ao mesmo tempo forte, decidida e de opinião.
Agora, Paul Newman rouba a cena. Seu personagem é tão prepotente, arrogante e cheio de outros defeitos que consegue até causar simpatia de uma maneira meio reversa.
E fica de conclusão uma frase do filme que para mim cabe em muitos sentidos da vida: "Matar é rápido, criar é que demora." 


CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário