quarta-feira, 7 de novembro de 2012

O Vencedor

título original: The Fighter
gênero: Drama 
duração: 116 min 
ano de lançamento: 2010 
estúdio: Closest to the Hole Productions 
direção: David O. Russell 
roteiro: Scott Silver, Paul Tamasy 
fotografia: Hoyte Van Hoytema 
direção de arte: Judy Becker

Baseado em uma história real, o filme conta a história de um boxeador que é treinado pelo irmão, um ex-lutador agora viciado em drogas. As atitudes de seu irmão e o comportamento de sua família influenciam muito em sua carreira, o que o faz repensar o caminho que segue.
Tudo bem que o nome original é "O Lutador", mas chega a ser irônico um filme com tantos personagens fracassados se chamar "O Vencedor". Talvez esse seja o segredo.
O título é um pouco spoiler, não tem como um filme assim acabar com o cara perdendo, mas tudo bem isso não importa, o boxe é apenas o habitat de um todo muito mais complexo. A falta de oportunidades de cada personagem, o que isso gera nos filhos, a esperança que um se salve, a decadência de outro. Sonhos brotando e desmoronando o tempo todo.
A família dos personagens principais é um caso a parte para ser analisado e exposto como caso de estudo. São tantos conflitos e complexos juntos em um único espaço que podemos ficar falando sobre isso por horas.
Apesar do personagem principal ser de Mark Wahlberg, que manda bem no papel de um homem totalmente influenciável, quem rouba a cena é Christian Bale. Esqueçam qualquer outro personagem que ele tenha feito, estamos falando aqui de algo pelo qual com certeza ele será lembrado depois de morto. A começar pelo tanto que ele emagreceu para viver esse viciado, e além disso a maneira como sua fisionomia - e principalmente seu olhar - se modificam entre as cenas em que aparece normal e drogado. Não é atoa que ganhou como Ator Coadjuvante o Oscar e o Globo de Ouro.
Talvez a história seja um pouco batida, mas vale muito pelas interpretações e pela complexidade dos personagens. 

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Um comentário:

  1. Gostei bastante desse filme. Tudo que envolve superação me fascina. Assisti na mesma época que vi Guerreiro, outro ótimo filme.

    ResponderExcluir