quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Morangos Silvestres

(Smultronstället, 1957)  
• Direção: Ingmar Bergman
• Roteiro: Ingmar Bergman
• Gênero: Drama
• Origem: Suécia
• Duração: 91 minutos

Um médico, a caminho de uma universidade para receber um prêmio, retorna a memórias de sua infância e juventude ao relacioná-las a figuras que conhece no caminho.
Esse foi um dos filmes que peguei no final de semana como como contei no post do "Sétimo Selo", inclusive assisti um seguido do outro e isso pode ter prejudicado meu aproveitamento do filme.
É mais dinâmico que o primeiro, com um enredo mais abrangente abordando vários pontos e dramas da vida do personagem principal.
Mas não podemos fingir que por ser mais "digerível" seja comercial. Não, continua sendo um filme intelectual e de questionamentos, não sendo portanto um entretenimento e só.
Talvez por já estar mentalmente cansada quando assisti a esse acabei preferindo o "Sétimo Selo", mas das pessoas que conheço que já assistiram os dois, a preferência acaba sendo por esse, que de certo é mais leve.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: CinePlayers


Um comentário:

  1. Esses filmes auto intitulados "cabeça" devem ser assistidos e "digeridos" lentamente.
    É como assistir Acossado seguido de Tudo vai bem do Godard, há alguns pseudo-intelectuais que dizem conseguir, mas uma coisa é certa, é mais fácil assistir dois filmes do Adam Sandler do que dois do Fellini...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.