sábado, 27 de agosto de 2016

O Sono da Morte

título original: Before I Wake
gênero: Terror, Fantasia
duração: 1h 37 min
ano de lançamento: 2016
estúdio: Intrepid Pictures
direção: Mike Flanagan
roteiro: Mike Flanagan, Jeff Howard
fotografia: Michael Fimognari
direção de arte: Patricio M. Farrell

TEXTO PRODUZIDO PARA CENTRAL42

Após perderem o filho, Jessie e Mark decidem adotar um garoto de mesma idade. Eles recebem de braços abertos Cody e o menino se adapta bem à nova família. Porém o garoto tem poderes: tudo que sonha vira realidade, principalmente seus pesadelos.
Sempre, ao assistir um filme de terror, temos de deixar nossa racionalidade de lado. Afinal, pensando friamente, ninguém que está pressentindo um perigo à sua vida vai de encontro ao que pode lhe matar, muito pelo contrário. 
Tendo isso bem claro em mente fica muito fácil aproveitar esse e qualquer outro filme de terror.
Principalmente porque estamos falando de uma daquela tramas que não é cheia de correrias e muito sangue espirrando, mas sim de um roteiro que te fará pular da poltrona com uma boa frequência. E daquele tipo de susto que você sabe que está por vir, que está ali respirando na sua nuca, e mesmo assim não consegue evitar.
Entretanto, mesmo essa linha do filme sendo boa, a história desanda para um quase melodrama depois que Jessie descobre os poderes de Coby e passa a investigar seu passado, o que para muitos pode ser uma conclusão abaixo do nível geral da produção.
Os efeitos especiais são bem feitos, bonitos e assustadores ao mesmo tempo, trazendo a parte fantasiosa do filme o mais próximo possível da realidade.
Quanto ao elenco: Kate Bosworth é um pouco sem sal mas consegue fazer o necessário; já Thomas Jane é sofrível, seu personagem parece mais uma caricatura do que uma pessoa real; quem segura mesmo as pontas é Jacob Tremblay, no papel de um garoto bom que não consegue controlar as coisas ruins que acontecem por sua causa.
Enfim, por mais que o filme tenha lá seus clichês e dê suas escorregadas, no todo temos uma boa obra de terror que cumpre ao que veio: assustar e te deixar tenso do início ao fim. Muito disso graças a uma boa trilha sonora e ao bom uso do silêncio nos momentos certos e a uma fotografia que sempre te deixa procurando coisas por todo o enquadramento.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.