domingo, 3 de julho de 2016

O Operário

título original: The Machinist
gênero: Drama, Suspense
duração: 1h 41 min
ano de lançamento: 2004
estúdio: Filmax Group
direção: Brad Anderson
roteiro: Scott Kosar
fotografia: Xavi Giménez
direção de arte: Alain Bainée

Trevor não dorme há um ano e sua saúde, física e mental, e está se esvaindo. Cada vez mais ele vai se isolando e se tornando paranóico. Depois de se envolver em um acidente de trabalho, Trevor começa a acreditar que seus colegas estão tramando para demiti-lo.
Não foi fácil assistir ao filme sem olhar para as costelas de Christian Bale (que perdeu 28 kg para esse filme). Com certeza essa transformação o ajudou na personificação do personagem, valorizando a cara de psicótico.
A fotografia ajuda, e muito, a valorizar esse clima de paranóia deixando até mesmo o telespectador sem certeza do que pode estar realmente acontecendo.
Inclusive esse foi um ponto que achei bem curioso. Filmes que tratam de alucinação normalmente deixam mais claro quais momentos se tratam de realidade, quais são visões; o que não acontece nessa produção o deixando um pouco confuso até os momentos finais onde tudo é esclarecido e você consegue apreciar a obra por completo.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário