segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Gravidade

título original: Gravity
gênero: Drama, Suspense
duração: 91 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Warner Bros.
direção: Alfonso Cuarón
roteiro: Alfonso Cuarón, Jonás Cuarón
fotografia: Emmanuel Lubezki
direção de arte: Andy Nicholson

Uma engenheira médica está em sua primeira expedição ao espaço quando, durante uma operação, ela e sua equipe são atingidos por destroços de um satélite que os deixam à deriva.
Quando assisti ao trailer no cinema senti tanta falta de ar que decidi que não iria nem forçada. Porém me forçaram a assistir e agradeço muito por isso. Não estamos falando de uma simples ficção científica, diria até que o espaço é apenas pano de fundo, o roteiro é muito mais profundo do que uma histórica de catástrofe.
O desenvolvimento da personalidade da personagem principal diante das condições em que ela é forçada a viver é muito interessante. Vemos aqui uma mulher sem ânimo e motivos na vida, renascendo. E não só metaforicamente, mas as imagens demonstram isso.
A direção é incrível com planos sequência maravilhosos. É muito interessante como são construídas as cenas de rodopios e choques entre objetos que, mesmo vendo em 3D, não causam náusea.
Sandra Bullock está maravilhosa, até mesmo seu corpo se transformou para o papel, estando mais atlético e compatível ao perfil de sua personagem. Sendo quase um monólogo, mesmo com efeitos especiais e direção de primeira, ela é obrigada a segurar as pontas e o faz muito bem.
Quanto as questões científicas do filme não tenho embasamento teórico para afirmar o que é possível e realista e o que não é, mas recomendo que ouçam o Nerdcast que discutiu o filme e aborda bem esses pontos. Mesmo tendo alguns furos científicos para caber no roteiro, acredito que haja uma necessidade de ser um pouco mais descrente no que é possível ou não.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.