sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O Homem Bicentenário


título original: Bicentennial Man
gênero: Drama
duração: 132 min
ano de lançamento: 1999
estúdio: Columbia Pictures Corporation
direção: Chris Columbus
roteiro: Isaac Asimov, Robert Silverberg, Nicholas Kazan
fotografia: Phil Meheux
direção de arte: Norman Reynolds

Andrew é o robô que faz os serviços domésticos na casa de uma família. Eles começam a perceber que Andrew não é um robô comum, mas que apresenta personalidade, sentimentos, dúvidas e conflitos.
Quando foi lançado lembro que era divulgado como comédia. Que erro. Estamos falando aqui de uma ótima ficção científica dramática. Um roteiro que trabalha as angústias da existência humana, de certa forma, a vendo de fora, pela ótica do robô que deseja ser assim. 
A forma como a história vai se transformando, a vida das pessoas a sua volta também, e ele vai assistindo tudo aquilo sem poder fazer nada, é incrível. Trabalha a existência humana de maneira triste, mas ao mesmo tão delicada, que não tem como não se emocionar.
Já falei disso várias vezes, mas não dá pra deixar de bater nessa tecla. Os filmes ditos infantis na minha época tinham uma carga emocional muito maior, com moral e conclusões que sinto falta hoje em dia.
Robin Williams que é tão conhecido por ser um ótimo comediante, para mim, sempre dá o melhor de si em personagens como esse: extremamente dramáticos.
O final é muito emocionante, acredito que se voltar a assistir hoje choro tanto quanto chorei na época.
Recomendo muito.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb


Um comentário: