segunda-feira, 23 de julho de 2012

Mamute


título original: Mammuth
gênero: Drama 
duração: 92 min 
ano de lançamento: 2010 
estúdio: GMT Productions 
direção: Gustave de Kervern, Benoît Delépine 
roteiro: Gustave de Kervern, Benoît Delépine 
fotografia: Hugues Poulain 
direção de arte: Paul Chapelle 

Serge precisa recolher documentos para conseguir sua aposentadoria. Para isso sai em busca de seus antigos empregadores e acaba reencontrando lugares e pessoas de sua infância, antigos amigos e parentes, e fantasmas do seu passado.
Comecemos pelo seguinte erro: ele estava na prateleira de Comédia na locadora. Por mais que tenha alguns momentos com pitadas de humor sarcástico, não pode ser classificado como tal. Portanto já vejam o erro, eu queria rir e me deparei com isso.
A idéia do roteiro de trabalhar um homem, conformado com suas frustrações, saindo em busca de uma coisa - que na verdade é apenas pano de fundo para o que ele realmente busca - e se reencontrando com sua vida e com o que ele realmente pode se tornar, é bacana.
A fotografia, com um estilo "lomo", é bonito, agradável, e casa muito bem com o personagem principal: forte, marcante e ao mesmo tempo dócil e delicado.
A personalidade de Serge é muito interessante, apesar de seu físico agressivo, ele é conformista, um pouco bobo, mas principalmente uma pessoa sensível e inocente.
O que ferra tudo é que tentaram fazer uma coisa muito alternativa e isso, pra mim, desandou o filme. Ou os caras fumaram muita pedra antes de produzirem ele.
Muitas cenas não fazem o menor sentido, a continuidade e a conexão da história acaa se perdendo um pouco aqui e transformando uma história que seria rápida em maçante e sem fim.
Um exemplo de uma dessas cenas seria [SPOILER] quando ele se reencontra com um primo e eles se masturbam um ao outro [SPOILER]. Pode até ser no sentido de que algo que fez sentido no passado não mais o faz hoje em dia, mas a única coisa que me vinha na cabeça foi "POR QUE MEU DEUS?!"
Poderia ser bom, mesmo sem uma linha cronológica lógica e com algumas cenas desconexas. Mas para mim perdeu a mão.
Diria que se você ainda insistir em assistir o faça pela ótima interpretação de Gerard Depardieu.

CLASSIFICAÇÃO: RUIM

Ficha Técnica: IMDb


Nenhum comentário:

Postar um comentário