segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Harry Potter e as Relíquias da Morte - parte 1

  • título original:Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 1
  • gênero:Aventura
  • duração:02 hs 26 min
  • ano de lançamento:2010
  • estúdio:Warner Bros. / Heyday Films
  • distribuidora:Warner Bros.
  • direção: David Yates
  • roteiro:Steve Kloves, baseado em livro de J.K. Rowling
  • produção:David Barron e David Heyman
  • música:Alexandre Desplat
  • fotografia:Eduardo Serra
  • direção de arte:Andrew Ackland-Snow, Mark Bartholomew, Alastair Bullock, Christian Huband, Molly Hughes, Hattie Storey e Gary Tomkins
  • figurino:Jany Temime
  • edição:Mark Day
  • efeitos especiais:Industrial Light & Magic / Double Negative / Cinesite / Framestore / Baseblack / Moving Picture Company / Plwman Craven & Associates / Rising Sun Pictures / The Visual Effects Company
Após tudo que passou no ano anterior, Harry agora deve enfrentar sozinho todos os perigos que o cercam. Após um perigoso transporte da casa de seus tios até a casa dos Weasley, ele sai em busca das horcruxes remanescentes de Voldemort, contando para isso com a ajuda de Rony e Hermione.
Chegou o final ou melhor, parte dele. A primeira parte do último livro não é lá das mais agitadas, quem leu sabe que do começo até o meio a história se desenvolve meio morna. Mas nada que desanime o leitor, digo, telespectador de continuar acompanhando e com os olhos vidrados.
Eles fogem e se escondem quase o tempo todo, salvando alguns momentos de tensão e susto. Mas é aí, só os três amigos sem grandes espetáculos junto ao cenário de Hogwarts que fica claro como os personagens amadureceram e como esse final não é somente para descobrir os pedaços do mal e destruí-los, mas para que eles se conheçam melhor a si mesmos, seus medos e suas virtudes.
Destaque para a cena onde é contada a lenda dos três irmãos e uma animação de encher os olhos atravessa o filme.
[SPOILER/] Ah! E já estava quase esquecendo. Sim, assim como no livro, você provavelmente vai chorar na frente da telona quando Harry visita o túmulo dos pais e quando o fofíssimo elfo doméstico Dobby morre, mas guarde um pouco para a sequência pois muita emoção ainda está por vir. [\SPOILER]
De verdade, eu não gostei de terem dividido o final em duas partes. Sei que isso foi feito para arrecadar mais dinheiro e o marketing e etc e tal, mas preferiria que tivessem feito um filme épico a la Ben-Hur de umas cinco horas e acabassem com essa agonia de uma vez, porque sinceramente vai ser difícil esperar mais um ano para realmente ver o final de tudo.
Para finalizar, achei o filme bem fiel ao espírito em que o livro é conduzido: meio na expectativa, meio na ansiedade, meio na necessidade de acabar mas no fundo não querendo. Quem não leu o livro provavelmente vai achar chato e parado, quem leu acredito que entenderá perfeitamente.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.