quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Gata em Teto de Zinco Quente

  • título original:Cat on a Hot Tin Roof
  • gênero:Drama
  • duração:01 hs 47 min
  • ano de lançamento:1958
  • estúdio:Metro-Goldwyn-Mayer / Avon Productions
  • distribuidora:Metro-Goldwyn-Mayer
  • direção: Richard Brooks
  • roteiro:Richard Brooks e James Poe, baseado em peça teatral de Tennessee Williams
  • produção:Lawrence Weingarten
  • música:Charles Wolcott
  • fotografia:William H. Daniels
  • direção de arte:William A. Horning e Urie McCleary
  • figurino:Helen Rose
  • edição:Ferris Webster
O patriarca ricaço enganado pelo médico, que lhe deu um diagnóstico falso da cura de um câncer, tem que aturar sua família cobiçando sua gorda herança. De um lado um filho que tem muitas crianças e uma mulher insuportável, do outro o filho favorito ex-astro de futebol americano e alcóolatra que vive um casamento infeliz.
A discussão sobre os conflitos familiares, os interesses que ultrapassam os sentimentos e a sustentação de relações falidas é muito bem feita. Todas as intrigas e os problemas são expostos e dilacerados nesse filme, mas isso não tira do roteiro a carga extremamente arrastada e enfadonha.
Os atores mantêm interpretações a altura do roteiro, pessoas frustradas e mal resolvidas. Elizabeth Taylor manteve a mesma atuação desse filme no único outro que assisti com ela: "Quem tem medo de Virginia Woolf?", inclusive a temática dos dois é bem próxima.
Apesar de todas as qualidades no conteúdo do filme, o achei muito chato e sem ritmo.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha técnica: IMDb

2 comentários:

  1. Esse google, tanto ajuda como atrapalha...Deixo de novo minha consideração, acho que nóes dois fomos os únicos que achamos este filem chato. E ele é mesmo....

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.