quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Nunca Te Vi, Sempre Te Amei

  • título original:84 Charing Cross Road
  • gênero:Drama
  • duração:01 hs 39 min
  • ano de lançamento:1986
  • estúdio:Columbia Pictures Corporation / Brooksfilms Ltd.
  • distribuidora:Columbia Pictures
  • direção: David Hugh Jones
  • roteiro:Hugh Whitemore, baseado em livro de Helene Hanff
  • produção:Geoffrey Helman
  • música:George Fenton
  • fotografia:Brian West
  • figurino:Jane Greenwood e Lindy Hemming
  • edição:Chris Wimble
Uma escritora americana e o gerente de uma livraria especializada em livros raros  em Londres passam a se corresponder quando ela descobre que só nesse lugar consegue achar os livros que tanto deseja. Passam então a trocar cartas durante 20 anos,e junto com os pedidos surgem conversas sinceras e o nascimento de um belo laço de amizade.
É muito difícil falar desse filme, simplesmente por ele ser perfeito. Um amor intectual, uma história que dá boas dicas de livros para se ler, interpretações ótimas e um roteiro que por mais que pareça estar na mesmice de uma história de romance consegue não ser arrastado e cansativo mesmo se mantendo praticamente só de diálogos.
Um amor sincero, simples e purista. Se passasse hoje em dia talvez  a história se desenvolvesse pelo e-mail ou pelo MSN, mas sem o uso da webcam. O laço criado somente pela coerência de idéias e gostos parecidos, sem necessidade alguma de cenas apelativas ou extremamente calientes.
Puro e lindo, ponto.

CLASSIFICAÇÃO: MARAVILHOSO

Poster e Ficha técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.