sábado, 14 de agosto de 2010

Toda Nudez Será Castigada

  • título original:Toda Nudez Será Castigada
  • gênero:Drama
  • duração:01 hs 47 min
  • ano de lançamento:1973
  • estúdio:Ipanema Filmes / Ventania Filmes
  • distribuidora:Embrafilme
  • direção: Arnaldo Jabor
  • roteiro:Arnaldo Jabor, baseado em peça de Nélson Rodrigues
  • produção:Arnaldo Jabor e Roberto Farias
  • música:Astor Piazzolla
  • fotografia:Lauro Escorel
  • figurino:Régis Monteiro
  • edição:Rafael Justo Valverde
Após a morte da esposa, em uma família tradicional, o marido muito puritano promete ao filho nunca mais se envolver com outra mulher.  Seu irmão, que vive as suas custas e faz de tudo para continuar assim, apresenta a ele a meretriz Geni, os dois se apaixonam e desejam se casar, mas para isso ele precisa afastar seu filho, e aí sim começa seu sofrimento.
Não li a obra de Nelson Rodrigues que foi adaptada para o filme, mas acredito que deva ser bem melhor apesar de achar o autor polêmico demais para o meu gosto. 
O filme é claramente uma pornochanchada, e confusa; achei extremamente apelativa e de mal gosto.É a MINHA opinião como sempre né gente, gosto é igual cutuvelo, se você gostou é outra coisa, eu não consegui ver nenhum ponto que me fizesse pensar "tá achei ruim, mas o motivo X pode fazer alguém gostar".
A única coisa que gostei foi o fato da personagem da meretriz chamar Geni, o que pode ter inspirado Chico Buarque na música "Geni e o Zeppelin" já que o filme é de 1973, o livro é 1965 e a música de 1977.
De resto acho uma perda de tempo, qualidade de som e imagem bem ruins e o roteiro não segura o telespectador.

CLASSIFICAÇÃO: PÉSSIMO

Poster e Ficha técnica: IMDb

*Obs.: não consegui achar o trailer

Nenhum comentário:

Postar um comentário