quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Meu Ódio Será Sua Herança

título original: The Wild Bunch
gênero: Faroeste, Ação
duração: 2h 25 min
ano de lançamento: 1969
estúdio: Warner Brothers/Seven Arts
direção: Sam Peckinpah
roteiro: Walon Green, Sam Peckinpah, Roy N. Sickner
fotografia: Lucien Ballard

Um grupo de foras-da-lei se disfarça de soldados para assaltarem o banco de uma cidade, após caírem em uma armadilha fogem para o México. Para poderem se aposentar decidem cumprir um última tarefa: roubar um trem carregado de armas para a milícia mexicana.
O filme começa com uma sequência incrível de um tiroteio envolvendo vários inocentes em uma passeata intercalada por cenas de crianças jogando formigas sobre um escorpião e botando fogo neles. É um início incrível que joga a expectativa lá para cima.
Mas aí vem mais duas horas de filme quase parado, trabalhando clichês do gênero faroeste: bandidos sendo perseguidos, caçadores de recompensa em busca de dinheiro e liberdade, deserto sendo cruzado eternamente.
Daí vem os últimos vinte minutos de filme, e volta a mesma sensação do comecinho do filme. Uma cena de tiroteio que com certeza inspirou Tarantino. Muita ação, muito sangue, nenhuma esperança de final feliz.
A fotografia é bacana, a trilha também é boa e as atuações estão a altura das duas cenas que indiquei. Mas o filme, no todo, acaba sendo cansativo. Muitos dizem que Sam Peckinpah trouxe o domínio do gênero de volta aos americanos com esse filme, tirando-o das mãos de Sergio Leone, eu ainda prefiro os filmes do último.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.