segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A Um Passo da Eternidade

título original: From Here to Eternity
gênero: Drama, Romance, Guerra
duração: 01h 58 min
ano de lançamento: 1953
estúdio: Columbia Pictures Corporation
direção: Fred Zinnemann
roteiro:  Daniel Taradash, James Jones
fotografia: 
Floyd Crosby, Burnett Guffey


1941, Robert Prewitt é um soldado que pede transferência e acaba indo parar na base militar doo Havaí. Se novo capitão, sabendo que ele é um bom boxeador o deseja em sua equipe, mas Prewitt não deseja mais lutar. Ele passa então a humilhar o soldado de todas as formas possíveis para tentar coagi-lo a mudar de ideia. 
Esse filme marcou época por ter uma cena "indecente" de um casal se beijando enquanto rolam por uma praia. Esse é o motivo pra se assistir ao filme atualmente e também seu maior problema. Porque o filme é extremamente datado e há limites no esforço para assistir a um filme com o olhar da época.
Afinal não se trata só do beijo, mas da mulher adúltera, do soldado namorando uma prostitua - que é vista como mocinha na história, das cenas de "extrema" violência. Tudo, com certeza, foi muito chocante na época, hoje em dia se trata quase de uma comédia romântica.  
Mesmo assim a história é agradável e prende a atenção, e ganha mais agilidade depois de se iniciar o ataque a Pearl Harbor.
Burt Lancaster é um gentleman mesmo quando está sendo um babaca, Montgomery Clift mais uma vez faz um rapaz soturno e levemente rebelde, Deborah Kerr e Donna Reed atendem ao esperado. Mas quem rouba mesmo a cena é Frank Sinatra fazendo uma figura cômica e cativante.
Vale por ser um clássico, mas com certeza não provocará tanto entusiasmo e choque em você como foi na época.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário