sábado, 11 de junho de 2016

Ouro e Maldição

título original: Greed
gênero: Drama, Suspense
duração: 2h 20 min
ano de lançamento: 1924
estúdio:  Metro-Goldwyn Pictures Corporation
direção: Erich von Stroheim
roteiro:  Erich von Stroheim, June Mathis, Frank Norris, Joseph Farnham
fotografia: William H. Daniels, Ben F. Reynolds
direção de arte: Erich von Stroheim

McTeague é um minerador que, após ser aprendiz de um charlatão, se torna dentista na Califórnia. Lá conhece Trina, prima de seu amigo Marcus que também é apaixonado por ela, com quem se casa. Ela ganha um grande prêmio na loteria e aos poucos vai se tornando avarenta, a ponto de passar necessidade para não gastar o dinheiro, isso desperta a ira do marido.
A forma como a ganância e a avareza são retratadas é muito bem feita. Mesmo se tratando de um filme mudo os sentimentos estão quase palpáveis.
O problema, e ao mesmo tempo encanto, desse filme é o seu tempo de duração. A princípio o diretor o entregou com 9 horas de duração, a MGM mandou reduzir, ele chegou a 4 horas. O estúdio ainda não estava satisfeito e chamou outro profissional que o reduziu a 2 horas. A versão que assisti é uma edição feita em 1999 das 4 horas; o problema é que, com isso, boa parte do filme é feito de frames estáticos recuperados com textos, o que o deixa bem arrastado de assistir.
Mesmo assim merece seus louros. As atuações de Zasu PittsGibson Gowland são muito bem construídas, conseguindo passar apenas com o olhar toda a avareza e ganância que seus personagens vão adquirindo.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário