quinta-feira, 2 de junho de 2016

O Ladrão de Bagdá

título original: The Thief of Bagdad
gênero: Aventura, Fantasia
duração: 2h 35 min
ano de lançamento: 1924
estúdio: Douglas Fairbanks Pictures
direção: Raoul Walsh
roteiro:  Lotta Woods , Douglas Fairbanks
fotografia: Arthur Edeson
direção de arte: William Cameron Menzies

O ladrão Ahmed se passa por príncipe para entrar no palácio de Bagdá. Porém, acaba se apaixonando pela princesa e, ao tentar se tornar uma pessoa melhor para merecer a mão da moça, trilha um caminho cheio de desafios.
O que dizer sobre esse filme que acabei de ver e já gosto pacas?
Estamos tratando aqui de um conto de fadas, então o roteiro não trabalha nada que exija muito do cérebro ou seja muito pesado e depressivo.
Agora, a produção é outros quinhentos. Temos nesse filme um dos maiores sets da história de Hollywood. Não se esqueçam também que estamos falando de um filme com quase 100 anos de existência então, por favor, prestem atenção nos efeitos especiais que são incríveis para a época.
A fotografia, a trilha sonora, a cenografia e o figurino são outros pontos que ajudam a deixar tudo ainda mais mágico.
Douglas Fairbanks merece palmas por sua atuação (e não só isso mas também foi roteirista, produtor, dublê, etc), tudo bem teatral, mas a história merece.
Uma curiosidade: o príncipe da persa é feito por uma mulher, Mathilde Comont. Suspeitei em certos trechos e confirmei depois.

Essa produção é pérola do cinema que com certeza deve ser apreciada.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário