segunda-feira, 11 de abril de 2016

Drácula de Bram Stoker

título original: Dracula
gênero: Terror, Romance
duração: 2h 08 min
ano de lançamento: 1992
estúdio:  Columbia Pictures Corporation
direção:  Francis Ford Coppola
roteiro:  Bram Stoker, James V. Hart
fotografia: Michael Ballhaus
direção de arte: Thomas E. Sanders

Século XV, o guerreiro Drácula renega aIgreja quando essa se nega a enterrar sua noiva, que se matou por acreditar que ele estava morto. Ele passa a perambular pelos séculos como um morto-vivo, ao contratar um advogado para fazer os trâmites de uma casa em Londres, descobre que esse está envolvido com a reencarnação de sua noiva e parte, então, em busca dela.
Para quem já assistiu algum filme sobre Drácula a história já é conhecida, o que facilita bastante, pois esse filme teve um pouco de dificuldades nessa parte. Não que falte pedaços ou algo do tipo, mas me pareceu que quiseram abraçar mais do que conseguiam então as partes tiveram que ser agilizadas e acabaram ficando superficiais. Por exemplo, Van Helsing foi mal introduzido, para quem não conhece nada da história, não dá pra saber que ele é estudioso do obscurantismo.
 Tirando isso, a direção e fotografia são incríveis, trazendo exatamente a sensação e os sentimentos que um filme de vampiros deveria trazer. Inclusive, as cenas feitas da visão do Drácula me remeteram ao "Dracula" de 1931.
Inclusive isso me remete a outro ponto, o personagem que enlouqueceu e come insetos foi muito mal aproveitado nessa versão, no mais antigo ele tem muito mais espaço e é um personagem merecedor disso.

O elenco é outro ponto alto, todos estão completamente entregues à trama. Keanu Reeves, Anthony Hopkins e Winona Ryder estão muito bem, mas Gary Oldman faz cair o queixo, mesmo que normalmente quando falamos em Dracula pensamos mais facilmente no de Bela Lugosi, ele conseguiu construir o personagem de forma única.
Se o roteiro tivesse sido melhor desenvolvido, com certeza eu teria me apaixonado por esse filme.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário