quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Perdido em Marte

título original: The Martian
gênero: Aventura, Ficção-Científica
duração: 2h 24 min
ano de lançamento: 2015
estúdio:  Twentieth Century Fox Film Corporation
direção: Ridley Scott
roteiro:  Drew Goddard , Andy Weir
fotografia: Dariusz Wolski
direção de arte: Arthur Max

Durante uma missão em Marte um dos astronautas, Mark Watney, é dado como morto. A tripulação parte sem imaginar que, na verdade, ele sobreviveu. Tendo poucos suprimentos e estando completamente sozinho, Mark terá que usar a muita ciência e criatividade para conseguir sobreviver e entrar em contato com a Terra para avisar que está vivo.
Quando o filme foi lançado não me despertou curiosidade. Mas quando o vi ganhando na categoria COMÉDIA no Golden Globe, senti que precisava assisti-lo. Aquilo não fazia o menor sentido na minha cabeça, pelo trailer parecia um sci-fi drama, seguindo o sucesso de "Interestelar".
Bem, sim, é uma comédia. Mas não besteirol nem pastelão. É um filme leve, e com trechos engraçados, mesmo trabalhando um tema tenso. Arrisco dizer que é o que tentaram fazer em "Armageddon", só que aqui deu certo.
Não posso afirmar que a parte científica faz sentido pois não entendo nada da área, mas soou como verídico e acredito que isso é que importa aos leigos. Inclusive a forma como os procedimentos iam sendo explicados me lembrou muito "O Mundo de Beakman".
O elenco todo soube trabalhar muito bem os momentos sérios e descontraídos de seus personagens. Matt Damon está de parabéns por ter construído bem o papel de um cara inteligente, com pensamento positivo, alegre, irônico, mas ao mesmo tempo consciente dos riscos.
Mas o que dá mesmo o toque final ao estilo misto do filme é a trilha sonora. Nada melhor do que Disco e muito Abba para levantar o astral e dar o ar de esperança necessário à trama.
Uma mescla de drama, aventura, sci-fi e comédia, tudo na dosagem certinha para não desandar o ótimo entretenimento que esse filme é.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário