segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Mad Max: Estrada da Fúria

título original: Mad Max: Fury Road
gênero: Ação
duração: 2h
ano de lançamento: 2015
estúdio: Kennedy Miller Productions
direção: George Miller
roteiro: George Miller, Brendan McCarthy, Nick Lathouris
fotografia: John Seale
direção de arte: Colin Gibson

Mad Max vaga sozinho, tentando sobreviver aos fantasmas de seu passado. Ele acaba capturado por Immortal Joe, mas acaba sendo levado por um grupo em fuga, liderado pela Imperatriz Furiosa. Immortal Joe então convoca toda sua gangue para recuperar suas parideiras levadas por Furiosa.
Esse filme causou muito furor. Por um lado por conte um certo empoderamento feminino, coisa rara de se ver em filme de ação. Por outro passou a  ser considerado um dos melhores filmes de ação de todos os tempos.
Confesso que o que me atraiu mais foi o primeiro ponto, mas o que vemos é uma Charlize Theron guerreira e super empoderada; eu esperava que todas as fugitivas fossem, esperava uma revolta das amazonas, mas isso ficou mais no singular.
Quanto a ação, realmente, são cenas espetaculares. A equipe de direção,direção de arte, efeitos especiais e trilha sonora estão de parabéns, construíram algo pilhante do começo ao fim e visualmente muito bonito e bem trabalhado.
Agora, convenhamos que não há roteiro. É uma cena de perseguição do começo ao fim. Eles vão até o fim do mundo e depois voltam. Os pouquíssimos diálogos que existem em toda a trama poderiam muito bem ser retirados que não fazem diferença nenhuma.
Estética 10, conteúdo 2.
Ah, e o que é aquele carro feito de alto-falantes, tambores e um guitarrista pendura? Achei uma sacada legal, a trilha literalmente acompanha o  filme, mas levaram o "carro de mano" a outro nível (rs) espero não ver esse tipo de carro na minha rua.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.