quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Drácula

título original: Dracula
gênero: Terror
duração: 1h 25 min
ano de lançamento: 1931
estúdio:  Universal Pictures
direção: Tod Browning
roteiro:  Bram Stoker, Hamilton Deane, John L. Balderston, Garrett Fort, Louis Bromfield, Tod Browning, Max Cohen, Dudley Murphy, Louis Stevens
fotografia: Karl Freund
direção de arte: John Hoffman, Herman Rosse

Um agente imobiliário viaja até a Transilvânia para atender a um cliente, Conde Drácula, que deseja adquirir um imóvel na Inglaterra. Ele acaba se tornando vampiro e escravo de Drácula, que passa a provocar o terror na região de sua nova propriedade. Somente o doutor Van Helsing poderá desvendar o mistério.
Um clássico do terror que lançou Bela Lugosi para o mundo, o que foi bom e ruim ao mesmo tempo, pois o ator ficou marcado como sendo "ator de um personagem só". Independente disso, não acredito que a fama seja à toa, seu Drácula com certeza serviu de referência para muitos outros "monstros" que vieram no futuro.
O filme não tem trilha sonora, algo que não existia na época, mesmo assim diria que o silêncio ajuda a construir as cenas de suspense.
A fotografia é o ponto alto pra mim, por ter muita influência do expressionismo alemão.
As interpretações são completamente teatrais, o que acredito já ser esperado em um filme da década de 30. E , por mais que Lugosi seja o nome mais relacionado a esse filme, para mim quem rouba mesmo a cena Dwight Frye, fazendo um vampiro louco comedor de moscas.
Lógico que para quem, assim como eu, cresceu vendo filmes como "Pânico", "Eu Sei o que vocês fizeram no verão passado", Drácula não assustará muito. Mas a maior experiência é tentar se colocar na pele de alguém da época e entender as origens do gênero.
Alguns fatos interessantes à parte: Bela Lugosi foi enterrado com o traje de Drácula; e a locação do filme era dívida com outra produção - mexicana - do mesmo roteiro, uns filmavam de dia, outros de noite.


CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.