segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Reds

título original: Reds
gênero: Guerra, Drama
duração: 195 min
ano de lançamento: 1981
estúdio:  Barclays Mercantile Industrial Finance
direção: Warren Beatty
roteiro: Warren BeattyTrevor Griffiths
fotografia: Vittorio Storaro
direção de arte: Richard Sylbert

Pré Primeira Guerra Mundial, o jornalista John Reed conhece Louise Bryant. Ambos são a favor do amor livre e ela larga seu marido para ficar com ele. Eles se envolvem com movimentos políticos e trabalhistas e partem para a Rússia a tempo de participar da revolução comunista. Ao voltarem para os EUA passam a liderar um movimento similar no país.
Um filme longo. Não foi uma boa idéia começar a assisti-lo depois das 22h, lá pela 1h da manhã já estava percebendo que não estava mais aproveitando tudo que poderia.
Mesmo assim, é um épico. Principalmente por se tratar de um marco em Hollywood como "o fim do medo de trabalhar temas de esquerda". É uma visão neutra sobre o tema, mostrando posições de americanos que não era conhecidos do grande público.
A história é dividida em dois atos: o primeiro desenvolve a relação entre o casal principal, a forma como queriam viver o amor livre mas ao mesmo tempo não sabiam lidar muito bem com isso; o segundo totalmente voltado para a luta política. E acredito que é aqui que a trama ganha mais força.
Mostra-se bem o idealismo e como era o plano de implementação dos ideais e como ele realmente acontecia. 

A construção das cenas na Rússia são as mais bonitas e que mais chamam a atenção. Ao mesmo tempo que belas, não deixam a realidade de lado.
O único ponto contra para mim foi a duração muito longa que não batia com o dinamismo da trama, dando uma sensação que assisti muito mais do que realmente vi.
Mas foi mais uma boa surpresa que "1001 Filme para ver antes de morrer" me trouxe.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.