sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Entre Abelhas

gênero: Drama
duração: 1h 40 min
ano de lançamento: 2015
estúdio: Fondo Filmes
direção: Ian SBF
roteiro: Fábio Porchat, Ian SBF
fotografia: Alexandre Ramos

Bruno acaba de se separar da mulher. Enquanto tenta se readaptar à nova vida e volta a morar com sua mãe começa a perceber fenômenos estranhos:  as pessoas a sua volta estão desaparecendo somente para ele.
Esse filme me chamou a atenção pelo trailer, o elenco era basicamente o mesmo do Porta dos Fundos, mas o roteiro não me pareceu bem uma comédia. Resolvi arriscar.
E que bom que fiz isso, Fábio Porchat resolver se aventurar em um drama e deu muito certo.
Passei o filme com aquela sensação de que não sabia bem o que estava acontecendo. O sumiço estava relacionado a separação? Era uma analogia ao uso das redes sociais? Muita coisa passou pela minha cabeça e confesso que terminei sem ter certeza que tinha entendido mas já satisfeita com a experiência.
Daí fui pesquisar na internet e vi que se tratava de um filme sobre depressão, ganhou mais estrelinhas. A metáfora é genial e põe pra pensar sobre o assunto.
Mas aí vem o problema, quando você não sabe o porquê dos sumiços e vê o personagem principal triste, o suspense ainda é mais crível; porém quando você descobre a verdade algumas cenas perdem um pouco o sentido.
E mesmo levando que as pessoal realmente tenham sumido a cena quase final [SPOILER/] quando todos já sumiram que ele anda com compras no meio da rua a la "Ensaio Sobre a Cegueira": como ele fez aquelas compras? Como ele faz o pedido no restaurante? Ele não vê as pessoas mas elas estão lá, como ele anda no meio da rua e não é atropelado?[\SPOILER]
Mas no todo é uma ótima experiência e surpresa, um roteiro arriscado e que deu certo.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.