sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Adeus, Meninos

título original: Au revoir les enfants
gênero: Drama, Guerra
duração: 104 min 
ano de lançamento: 1987
estúdio: Nouvelles Éditions de Films (NEF)
direção: Louis Malle
roteiro:  Louis Malle
fotografia: Renato Berta
direção de arte: Willy Holt

1944, Julien Quentin frequenta um internato, onde conhece o novato Jean Bonnett, um garoto cheio de segredos.
Um dos filmes mais sutis e ao mesmo tempo mais contundentes que já vi sobre a Segunda Guerra Mundial.
Não espere ver bombas, sangues, famílias sendo separadas à força; você não verá nada disso. Na verdade, se assistir ao filme sem ler a sinopse antes não ficará claro de cara o enredo principal, parecerá apenas uma história sobre meninos crescendo em um internato.
Claro que isso faz parte também da trama, mas vai se enlaçando aos poucos com a forma com que lidam com a guerra, quais opiniões estão sendo formadas sobre ela sob influência de pais, amigos e/ou professores.
Mesmo assim, aquela sensação de temor está ali, constante, sem saber de onde vem; mas conforme o filme passa ela cresce até chegar ao estopim final.
E que final senhoras e senhores. Eu duvido alguém assistir e não ficar, ao mínimo, com os olhos marejados no final. 
Comecei não esperando muito, tenho um relacionamento difícil com filmes franceses. Terminei agradecendo pelo "1001 filmes para ver antes de morrer" ter colocado essa obra no meu caminho.



CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO




Poster e Ficha Técnica: IMDb


Nenhum comentário:

Postar um comentário