sexta-feira, 5 de junho de 2015

O Rei e Eu

título original: The King and I
gênero: Musical, Romance
duração: 133 min 
ano de lançamento: 1956
estúdio:  Twentieth Century Fox Film Corporation
direção: Walter Lang
roteiro:  Ernest LehmanOscar Hammerstein, Margaret Landon
fotografia: Leon Shamroy

Século XIX, uma jovem viúva é contratada para educar os filhos do rei do Sião. Porém a forma como ele conduz seus súditos e impõe sua autoridade cria um choque cultural com ela, ambos precisarão ceder para conseguirem conviver.
Eu, amante de musicais, não conformo que demorei tanto para assistir a esse filme.

"A Noviça Rebelde" veio 11 anos depois, mas posso dizer que dá para ver um pouco de um filme no outro e vice-versa. O choque de posicionamento, o aprender a ser respeitar e até se gostar.
Li que o governo de Sião na época ficou ofendido com a maneira que foram retratados e proibiu a veiculação do filme no país.
Deborah Kerr e Yul Brynner criam uma interação muito agradável, o que deixa mais fácil ainda se encantar pela obra.

Atenção principal a encenação que filhos e súditos do rei criam para apresentar aos governantes de outros países: é de encher os olhos.
Por fim, além de tudo isso, o final ainda é surpreendente.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.