quinta-feira, 4 de junho de 2015

Jogo da Imitação

título original: The Imitation Game
gênero: Drama, Suspense
duração: 114 min 
ano de lançamento: 2014
estúdio:  Black Bear Pictures
direção: Morten Tyldum
roteiro:  Graham MooreAndrew Hodges
fotografia: Oscar Faura
direção de arte: Maria Djurkovic


Baseado na vida de Alan Turing, considerado pai da computação moderna, conta sua participação na Segunda Guerra Mundial quando ajudou a decifrar códigos nazistas e contribuiu para o final da guerra.
Primeiro, tenho uma queda por filmes biográficos. Acredito que se aquela pessoa mereceu um filme é porque sua história vale ser contada. Não é diferente com esse caso.
O que Turing fez pelo mundo é indescritível. Não conhecia sua história até ver o filme, pode ser ignorância minha, mas queria entender porque seu feito não é ensinado nas escolas. É simplesmente ridículo, na época, sua figura ter sido reduzida a sua opção sexual.
Não há como deixar de criar uma relação de amor e ódio com o personagem principal. Ao mesmo tempo que sua genialidade atrai, sua falta de tato e de saber se relacionar com pessoas cria um certo incômodo. Em algumas cenas em que ele não entendia ironias me lembrou muito Sheldon Cooper de "Big Bang Theory".
Benedict Cumberbatch está incrível, mesmo recebendo um apoio a sua altura de todo o resto do elenco para conduzir a trama, ele rouba o filme para si. Se não tivesse concorrido no mesmo ano Eddie Redmayne por "A Teoria de Tudo", com certeza o Oscar de Melhor Ator seria dele.
A frieza que com que ele conduz todo o experimento, a princípio te deixa um pouco chocado com a falta de empatia pelos que lutavam em campo, mas no final você vê que sua lógica é maior que tudo.
Vá ver agora!

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.