sexta-feira, 29 de maio de 2015

Eu, Robô

título original: I, Robot
gênero: Ficção Científica, Suspense
duração: 115 min 
ano de lançamento: 2004
estúdio:   Twentieth Century Fox Film Corporation
direção: Alex Proyas
roteiro:   Jeff VintarAkiva GoldsmanIsaac Asimov
fotografia: Simon Duggan
direção de arte: Patrick Tatopoulos

2035, robôs vivem em harmonia com humanos servindo a eles. Quando o cientista responsável pela evolução dos robôs é morto, um detetive que não gosta nada de novidades tecnológicas, é chamado para investigar o caso.
Filme para diversão. Não ache que vá ver aqui um "A.I.- Inteligência Artificial".
Como ficção-científica pode bater em muitas coisas que já foram trabalhadas na telona, muitos lugares-comum, mas como entretenimento cumpre muito bem sua função.
É divertidíssimo ver o personagem do Will Smith colecionando itens "antigos", mas não faz sentido a personagem de Bridget Moynahan - que deve ter uma idade próxima à dele - não saber mexer nos itens. Inclusive, acho essa atriz bem fraquinha.

O robô é muito carismático e fica naquele espaço entre mocinho-vilão durante toda a trama. Isso constrói um suspense interessante, meio clichê, mas que segura a história.
Vale pra passar o tempo, requer uma certa atenção mas não total.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário