quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Ela

título original: Her
gênero: Drama, Romance, Ficção Científica
duração: 126 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Annapurna Pictures
direção: Spike Jonze
roteiro: Spike Jonze
fotografia: Hoyte Van Hoytema
direção de arte: K.K. Barrett

Num futuro não muito distante, Theodore é um homem emotivo que está passando por um divórcio. Ao conhecer uma nova tecnologia que utiliza de inteligência artificial ele se encanta por "Samantha". Conforme as necessidades de ambos vão crescendo a amizade entre eles se transforma em amor.
A princípio pode até parecer um filme sobre tecnologia e o relacionamento dos seres humanos com ela, não deixa de ser, mas é muito mais do que isso.
Essa trama trabalha a necessidade do ser humano de se relacionar, de ter com quem conversar e dividir suas felicidades, tristezas e dúvidas. Isso na época A.C. ou hoje, virtualmente. O que e como são as coisas em um relacionamento, o que é válido ou não, o que é real ou não, de uma maneira deliciosamente metafórica.
Fotografia e trilha sonora complementam a sensação de solidão e vazio de uma maneira bonita e confortável.
Joaquin Phoenix está tão incrível que dá vontade de tirá-lo da tela e dar um abraço. Scarlett Johansson faz mais do que seu papel mostrando apenas através da voz uma pessoa sensual, agradável e alegre. Amy Adams só me fez confundir a cabeça, esse Oscar está com alguns atores concorrendo por um filme e aparecendo em outros.
Assista com paciência pois é um filme parado, mas vale muito a pena pois é muito mais profundo do que apenas parece. 

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

12 Anos de Escravidão

título original: 12 Years a Slave
gênero: Drama
duração: 134 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Regency Enterprises
direção: Steve McQueen
roteiro: John Ridley, Solomon Northup
fotografia: Sean Bobbitt
direção de arte: Adam Stockhausen

Baseado em uma história real, o filme conta sobre Solomon Northup, um negro nascido livre, sequestrado e forçado a ser escravo. Diante de escravocratas cruéis e gentilezas inesperadas, ele luta para se manter vivo e se livrar desse pesadelo.
Filmaço! Extremamente realista, mostra a transição dolorosa de uma sociedade escravista para uma abolicionista. Os conflitos entre Norte e Sul dos EUA relatados por meio da vida de uma única pessoa.
As atuações são de primeira linha, Michael Fassbender e Chiwetel Ejiofor principalmente. 
A quase ausência de trilha sonora em grande parte do filme fortalece aquela sensação de desesperança.
A fotografia é linda e triste.
Espera-se, no mínimo, um final digno ao personagem principal, mas caso fosse diferente o filme não perderia em nada.
Dos que vi até o momento, um dos meus favoritos ao Oscar.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Blue Jasmine

título original: Blue Jasmine
gênero: Comédia, Drama
duração: 98 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Perdido Productions
direção: Woody Allen
roteiro: Woody Allen
fotografia: Javier Aguirresarobe
direção de arte: Santo Loquasto

Jasmine, uma dama da sociedade novaiorquina perde tudo após o marido ser preso por atividades ilícitas. Ela parte então para São Francisco para viver com sua irmã e terá que se adaptar a uma vida bem mais modesta.
Com uma pitadinha de humor, o roteiro trabalha bem a história de uma mulher que se fazia de desentendida para manter uma boa vida. Seu choque cultural com a vida da irmã e seus colapsos nervosos também acrescentam muito a trama.
Cate Blanchett e Sally Hawkins fizeram por merecer as indicações a Melhor Atriz e Melhor Atriz Coadjuvante, respectivamente. Os momento em que a primeira tem seus surtos são muito realísticos.
A fotografia, muito bem construída dando uma serenidade bem colocada ao contrastar com a história, não me lembrou outros trabalhos de Allen.
A única coisa que não concordei foi a indicação a Melhor Roteiro Original, como uma amiga disse e constatei, esse filme é uma readaptação de "Uma Rua Chamada Pecado".
No todo é um bom filme, mas não fica entre os meus favoritos do diretor.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Antes da Meia-Noite

título original: Before Midnight
gênero: Drama
duração: 109 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Faliro House Productions
direção: Richard Linklater
roteiro: Richard Linklater, Julie Delpy, Ethan Hawke, Kim Krizan
fotografia: Christos Voudoris

Após se apaixonarem em Viena e se reencontrarem em Paris, o casal Jesse e Celine retornar, agora na Grécia.
Mesmo mantendo a mesma fórmula dos dois anteriores, o que pode tornar o filme cansativo para alguns, continua criando diálogos interessantes e mantendo uma fotografia linda.
Em "Antes do Amanhecer" vimos a fase do surgimento da paixão entre duas pessoas, em "Antes do Por-do-Sol" essa paixão sendo concretizada e voltando em outra fase da vida. Agora, vemos esse amor já sendo experienciado por alguns anos e chegando a sua possível saturação. A trilogia acaba retratando de maneira delicada e convincente as fases do relacionamento. 
Amei os dois primeiros, não sei se estava muito cansada dessa vez mas acabei ficando um pouco dispersa em certas partes.
Mesmo assim continua com aquele debate antropológico sobre a interação social e a maneira como os relacionamentos evoluem junto com todas as mudanças que ocorrem no mundo.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O Lobo de Wall Street

título original: The Wolf of Wall Street
gênero: Comédia, Policial
duração: 180 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Red Granite Pictures
direção: Martin Scorsese
roteiro: Terence Winter, Jordan Belfort
fotografia: Rodrigo Prieto
direção de arte: Bob Shaw

Filme biográfico sobre a história de Jordan Belfort, corretor que construiu um império de maneira não muito correta.
O roteiro é bem dinâmico, não o assista em um dia em que esteja desligado ou cansado. Muitos diálogos, sobre negociações de ações e em um ritmo frenético, mas tão frenético que eu, que não tenho um inglês maravilhoso tive que escolher entre ler o que estavam falando ou prestar atenção nas cenas.
As sequências de cenas são bem interessantes, trabalhadas no ritmo insano de seu personagem principal. Inclusive adorei terem dado voz a ele direto à câmera, adoro quando o personagem fala com o telespectador.
Muito palavrão, sexo, mulher pelada e drogas. Tirem as crianças da sala.
Não sei dizer se merece todas as indicações que recebeu. Mas concordo com a de Melhor Direção para Scorsese, Melhor Ator Coadjuvante para Jonah Hill e Melhor Ator para Leonardo DiCaprio, sendo que esse último arrebenta, Só não afirmo que torço para ele pois quero ver "Clube de Compras Dallas" antes de formar uma torcida.
Só achei extremamente longo, não precisava das três horas de filme.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Postere Ficha Técnica: IMDb

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Frozen - Uma Aventura Congelante

título original: Frozen
gênero: Animação
duração: 102 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Walt Disney Animation Studios
direção: Chris Buck, Jennifer Lee
roteiro: Jennifer Lee, Hans Christian Andersen, Chris Buck, Shane Morris
direção de arte: David Womersley

Elsa nasceu com um poder que a faz gerar o inverno. No dia da sua coroação todos descobrem esse segredo e um rígido inverno acaba caindo no reinado enquanto ela foge. Sua irmã, Anna e Kristoff, um rapaz que vive da produção de gelo, partem em busca dela nas montanhas para que a maldição seja desfeita.
E a Disney finalmente voltou a acertar nos desenhos de princesa! As antigas não funcionam mais tão bem com as crianças de hoje em dia e eles conseguiram se reinventar. Por mais que passe numa época antiga, essas princesas são mais modernas e descoladas. O drama familiar também foi muito bem construído. Além do que voltamos as animações com 50% das suas conversas em musical.
Acho que esse supera "Meu Malvado Favorito 2" em Melhor Animação e ainda não ouvi todas as canções mas boto fé em "Let it Go", bem construída e colocada na trama além de grudar na cabeça.
Esperava mais do Olaf, achava que seria um respiro cômico mais forte mas acabei passando a maior parte da trama com pena dele.
Super válido de assistir mas preciso fazer ainda algumas colocações que só quem já viu pode ler: [SPOILER/] Primeiro filme de princesas com um pezinho no feminismo. A maneira como Elsa acha absurdo Anna querer se casar com um homem que mal conhece tira sarro de todas as outras princesas. O final, sendo o amor verdadeiro que a salvará o fraternal é lindo, emocionante e muito mais realista [\SPOILER]

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Meu Malvado Favorito 2

título original: Despicable Me 2
gênero: Animação
duração: 98 min
ano de lançamento: 2013
estúdio: Universal Pictures
direção: Pierre Coffin, Chris Renaud
roteiro: Cinco Paul, Ken Daurio
direção de arte: Yarrow Cheney, Eric Guillon

Gru deixou o mundo do crime para se tornar um produtor de geléias e um pai dedicado. Mas uma organização anti vilões o procura para tê-lo como parceiro e usar seus conhecimentos para encontrar um novo vilão.
Gostei muito de "Meu Malvado Favorito" e fiquei com medo dessa continuação, mas funcionou muito bem. A história trás novos personagens e novidades no roteiro, não sendo só mais do mesmo.
Tem muitas cenas feitas especialmente para 3D, foi um pouco frustrante ver na TV por isso. 
Provavelmente você ficará esperando as cenas com os Minions e Agnes, eles não te decepcionarão.
A música que está concorrendo ao Oscar não me chamou a atenção, tanto que a tive que procurar depois na internet pois não a notei no filme. A indicação como melhor filme de Animação é válida, mas não sei se leva, não deixa de ser um ótimo filme mas não sei se seja para tanto.
O mais bacana acredito ser a ainda transformação de Gru, sua trajetória de vilão a pai e ainda um aprofundamento em seu passado. 
Ri, me emocionei e me diverti. Valeu a pena.

CLASSIFIÇAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Warriors - Selvagens da Noite

título original: The Warriors
gênero: Ação
duração: 92 min
ano de lançamento: 1979
estúdio: Paramount Pictures
direção: Walter Hill
roteiro: Sol Yurick, David Shaber, Walter Hill
fotografia: Andrew Laszlo

Nova York, uma convenção reúne as gangues da cidade na intenção de que se unam para dominar a cidade. Porém o líder é assassinado e a culpa cai em cima de uma gangue da periferia, os Warriors, que nada tem a ver com o atentado. Assim, se vêem obrigados a atravessar a cidade de volta para seu bairro enquanto são caçados pela polícia e pelas outras gangues. 
Não sei se já vi muitos filmes sobre gangues para ter uma base mais aprofundada, mas esse é considerado um dos maiores filmes do tema. Eu particularmente achei a história um pouco rasa e óbvia, mesmo assim a trama constrói um suspense interessante.
Fico pensando se o roteiro é fidedigno a realidade das gangues na cidade na época e se isso é importante para o filme. Não tenho certeza.
Apesar de muitos acharem as lutas incríveis, as achei muito artificiais. Talvez seu valor esteja exatamente na coreografia da luta.
Gostei bastante da cena do rival os chamando batendo as garrafas. Marcante.
Vale assistir para conhecer.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

A Vantagens de Ser Invisível

título original: The Perks of being a wallflower
gênero: Drama
duração: 102 min
ano de lançamento: 2008
estúdio: Summit Entertainment
direção: Stephen Chbosky
roteiro: Stephen Chbosky
fotografia: Andrew Dunn
direção de arte: Inbal Weinberg

Um adolescente tímido e nem um pouco popular narra sua experiências durante a adolescência e a dificuldade em criar amizades.
O roteiro trabalha de maneira interessante os dilemas da adolescência e as dificuldades em passar por essa fase. Além do que, trabalha de maneira mais realista o bullying.
Sim, pode ser considerado um filme para adolescentes, mas a trama consegue ter uma carga e emocional e dramática um pouco mais profunda do que outros que seguem a mesma linha.
Fotografia e trilha sonora dão o complemento correto a trama e o elenco trabalha bem, principalmente Ezra Miller

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Batman - O Cavaleiro das Trevas

título original: The Dark Night
gênero: Ação, Policial
duração: 152 min
ano de lançamento: 2008
estúdio: Warner Bros.
direção: Christopher Nolan
roteiro: Jonathan Nolan, Christopher Nolan, David S. Goyer, Bob Kane
fotografia: Wally Pfister
direção de arte: Nathan Crowley

Com a ajuda do tenente Gordon e do promotor público Harvey Dent, Batman continua aterrorizando os criminosos de Gotham City. Acuados, os chefões do crime aceitam a proposta do Coringa e o contratam para acabar com Batman.
Eu já tinha me apaixonado pelo novo estilo dos filmes do Batman em "Batman Begins", mas esse com certeza é o melhor da trilogia.
Tudo continua sombrio, obscuro e severo como cabe ao herói, mas esse filme não é sobre ele nem mesmo dele, esse filme é do Coringa.
Na época, quando soube que nem tinham cogitado convidar Jack Nicholson para o papel eu fiquei muito brava, afinal o cara era o gênio como Coringa. Paguei a língua e fiquei feliz. O trabalho que Heath Ledger fez foi absurdo, casou perfeitamente a trama e ao que seria a personalidade de um vilão psicologicamente perturbado. Não é atoa que ele entrou tanto no papel a ponto de abusar de remédios e morrer.
São tantas cenas e frases antológicas nesse filme que prefiro nem começar a citar para não dar vários spoilers.
É um filme que perigosamente brinca e deixa de certa forma poético o caos e o sadismo.

CLASSIFICAÇÃO: MARAVILHOSO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

domingo, 9 de fevereiro de 2014

George: o Rei da Floresta

título original: George of the Jungle
gênero: Comédia, Aventura
duração: 92 min 
ano de lançamento: 1997
estúdio: Walt Disney Pictures
direção: Sam Weisman
roteiro: Jay Ward, Dana Olsen, Audrey Wells
fotografia: Thomas E. Ackerman
direção de arte: Stephen Marsh

Um bebê perdido na selva é adotado pelos gorilas, o garoto cresce e se torna o rei dos animais, mesmo sendo muito atrapalhado. Ele conhece Úrsula, primeira mulher da sua espécie que vê pessoalmente e se apaixona. Resolve então segui-la até São Francisco, e assim a confusão está feita.
É uma comédia pastelão bem maios ou menos, mas na época em que ele foi lançado - e em que eu era uma criança - ria horrores com esse filme; era ele dar de cara com alguma coisa pra eu passar mal de dar risada.
Nunca consegui desvincular Brendan Fraser desse papel. Mesmo que ele faça um filme sério, será George pra mim.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Sr. & Sra. Smith

título original: Mr. & Mrs. Smith
gênero: Comédia, Ação
duração: 120 min 
ano de lançamento: 2005
estúdio: Regency Enterprises
direção: Doug Liman
roteiro: Simon Kinberg
fotografia: Bojan Bazelli
direção de arte: Jeff Mann

Um casal americano aparentemente comum, com uma vida suburbana perfeita, em que na verdade ambos são assassinos com identidades tão secretos que um não sabe do outro. Eles recebem a missão de matar um ao outro e terão de resolver os problemas em casa.
A história é divertida e prende a atenção, tem o suficiente de ação, comédia e romance. Mas, lógico, que não tem lá muito de surpreendente.
A Angelina Jolie, para mim, é uma atriz meio fraca e não foi diferente nesse filme.
Na verdade, esse é um filme que sempre será lembrado como o causador da separação de Brad Pitt e Jennifer Aniston. =P

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

007: Cassino Royale

título original: Casino Royale
gênero: Policial, Ação
duração: 144 min 
ano de lançamento: 2006
estúdio: Columbia Pictures
direção: Martin Campbell
roteiro: Neal Purvis, Robert Wade, Paul Haggis, Ian Fleming
fotografia: Phil Meheux
direção de arte: Peter Lamount


A Primeira missão de Bond é espionar um terrorista em Madagascar, mas por conta ele decide investigar o resto da célula que se encontra em Bahamas. Lá ele conhece Alex , sendo que ele está envolvido com o banqueiro dos terroristas que pretende ganhar dinheiro para o grupo em um Cassino. O plano então é que Bond jogue contra ele e desmonte o grupo.
A volta desse personagem com um novo ator. A franquia, que pelo jeito andava desmoronando, recebeu nova cara com Daniel Craig, gosto dele e da nova linhagem que deu ao 007, mas sinto falta de algumas coisas. Craig tem perfil de personagem de filme ação moderno, enquanto Bond faz a linha mais clássica. Sinto a falta da "finesse" nessa nova versão, mas mesmo assim ele segura muito bem a onda e o peso do papel.
A história prende e é muito bem construída, tanto que te leva a assistir os outros dois da trilogia sem nem pestanejar.
A cenografia, fotografia, trilha sonora são impecáveis e casam perfeitamente à trama.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Dúvida

título original: Doubt
gênero: Drama, Suspense
duração: 104 min
ano de lançamento: 2008
estúdio: Goodspeed Productions
direção: John Patrick Shanley
roteiro: John Patrick Shanley
fotografia: Roger Deakins
direção de arte: David Gropman

Década de 60, um padre que apóia a modernização de Igreja Católica ingressa em um colégio tradicional e rigoroso que acaba de aceitar seu primeiro aluno negro. A diretora acredita no poder do medo para disciplinar. Certo dia, uma das irmãs vê o padre chamar esse menino para sua sala. A demasiada atenção que dá a ele passa a gerar suspeitas.
Que roteiro é esse! Trabalhado de uma maneira que te amarra no suspense do começo ao fim, ele questiona o racismo (não só dos EUA no período em que começou a excluir as leis de segregação mas de modo geral), o tradicionalismo da Igreja Católica e a tentativa de sua modernalização e a pedofilia dentro das paróquias.
O show de interpretação de Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman é maravilhoso, as cenas em que um contracena com o outro então são maravilhosas. Amy Adams também está bem, mas é Viola Davis que, com poucos minutos de filme, merece os parabéns por deixar uma atuação de primeira linha com falas marcantes.
A fotografia e trilha acompanham perfeitamente o estilo do roteiro.
Filme obrigatório.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

O Procurado

título original: Wanted
gênero: Ação
duração: 110 min
ano de lançamento: 2008
estúdio: Universal Pictures
direção: Timur Bekmambetov
roteiro: Michael Brandt, Derek Haas, Chris Mogan, Mark Millar, J.G. Jones
fotografia: Mitchell Amundsen
direção de arte: John Myhre

Wesley é um rapaz que não vê muito sentido na vida. Tudo muda quando ele conhece uma mulher enigmática que o apresenta A Fraternidade, grupo em que o pai fazia parte e que o chamam para ser treinado e vingar a morte do pai. Mas com tempo ele verá que tudo é mais complicado que imaginava.
É um filme surreal, tem muita coisa aí que você pode ficar pensando "que absurdo isso não tem lógico e não seria possível de acontecer". Essa pode ser a graça do filme, ou não.
A princípio, o roteiro lembra um pouco "Matrix" - um rapaz desiludido com a vida que descobre um caminho alternativo que mudará completamente seu jeito de ser - mas parece que a história se perde lá pelas tantas e acaba beirando ao ridículo.
As cenas de ação são muito bem construídas e nesse sentido o filme pode acabar de prendendo, tudo acontece de forma muito rápida e dinâmica.
Mesmo tendo Morgan Freeman no elenco, Angelina Jolie continua o mesmo de sempre.
Eu segui animada com o filme até ir chegando ao final, onde a história foi perdendo o que tinha me gerado interesse até o fatídico final que, para mim, estragou tudo.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

The Spirit - O FIlme

título original: The Spirit
gênero: Policial, Ação
duração: 103 min
ano de lançamento: 2008
estúdio: Lionsgate
direção: Frank Miller
roteiro: Frank Miller, Will Eisner
fotografia: Bill Pope

Danny colt, um ex-investigador policial, volta misteriosamente do mundo dos mortos sob o alter-ego de Spirit para combater os criminosos. Nessa jornada ele terá de enfrentar várias beldades e seu maior inimigo, Octopus, que pretende destruir a cidade em busca da imortalidade.
Também baseado em uma obra de Frank Miller, o filme trás suas cores e texturas, assim como "300" e "Sin City".
O roteiro é cheio de piadocas infames e colocadas em momentos incabíveis na vida real, mas esse é o charme do filme.
Ele flerta de certa maneira com as piadas levemente sensuais dos anos 50 e em estilo com film noir.
Vi muitas críticas a atuação de Samuel L. Jackson nesse filme, não entendo porquê, mas eu achei ótima. Ele está exagerado e irônico como o personagem me soou pedir, um tirano psicopata, vilão de quadrinho.
Me diverti muito assistindo a esse filme, me parece que não é a opinião geral que andei lendo por aí, mas eu recomendo.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Matrix

título original: Matrix
gênero: Ação, Ficção Científica
duração: 136 min 
ano de lançamento: 1999
estúdio: Warner Bros.
direção:  Andy WachowskiLana Wachowski 
roteiro: Andy WachowskiLana Wachowski 
fotografia: Bill Pope
direção de arte: Owen Paterson


Thomas, um jovem programados leva uma vida rotineira, morando em um cubículo e tendo constantemente pesadelos onde no momento em que eletrodos são inseridos em sua mente, ele acorda gritando. Conforme o sonho vai se repetindo ele passa a duvidar da realidade e acaba descobrindo que é uma vítima da Matrix, um sistema de inteligência artificial. Ele conhece Trinity e Morpheus, duas pessoas misteriosas que acreditam que ele seja Neo, o messias que pode enfrentar a Matrix.
Pra começar, a tecnologia empenhada nesse filme foi uma novidade absurda na época e merece muito respeito por isso. Os giros em volta da pessoa congelada no meio da ação, a bala em câmera lenta, enfim.
A fotografia e trilha só embelezam ainda mais o roteiro de primeira qualidade.
A trama não se trata apenas de um filme de ação e ficção científica para vender, todo ele trabalha com teorias da filosofia. É uma aula divertida sobre um assunto denso de se aprender.
Sei que a pessoa mais marcada por seu personagem nesse filme é Keanu Reeves, mas tenho a sensação que Hugo Weaving sempre é lembrado de cara pelo Agente Smith também.
É um dos poucos filmes que faz com que a pessoa chegue ao final questionando suas escolhas e sua própria vida.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

domingo, 2 de fevereiro de 2014

A Batalha de Riddick

título original: The Chronicles of Riddick
gênero: Ficção Científica, Ação
duração: 119 min 
ano de lançamento: 2004
estúdio: Universal Pictures
direção: David Twohy
roteiro: Jim Wheat, Ken Wheat, David Twohy
fotografia: Hugh Johnson
direção de arte: Holger Gross

Necromongers, guerreiros interplanetários, vivem em busca de assolar outros mundos propondo a sua população que se converta ou morra. Os poucos que sobrevivem, passam a acreditar em mitos e profecias. A única pessoa que pode ajudá-los é Riddick, um homem que vive isolado e fugindo de seus perseguidores.
Achei o roteiro meio perdido, parece que não tem uma ordem muito bem trabalhada e um final perdido.
As cenas de ação são bem construídas e, apesar de Vin Diesel ficar exibindo seus músculos como sempre, sinto que seu personagem aqui é um pouco melhor construído.
Pode ser interessante, mas pode chegar um momento que encha o saco.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Agente 86

título original: Get Smart
gênero: Comédia, Ação
duração: 110 min
ano de lançamento: 2008
estúdio: Warner Bros.
direção: Peter Segal
roteiro: Tom J. Astle, Matt Ember, Mel Brooks, Buck Henry
fotografia: Dean Semler
direção de arte: Wynn Thomas

A sede da CONTROLE, uma agência de segurança, é atacada e faz com que Maxwell seja promovido a agente 86 para resolver o caso junto a agente 99.
Bem bobo, mas engraçado, do tipo pastelão com cenas absurdas, tropeções e trapalhadas. Talvez uma leve sátira com 007 e outros filmes com agentes secretos e investigações.
Único coisa que achei má escolha foi fazer de Anne Hathaway e Steve Carrel um par, não houve química.
Dá pra passar bem o tempo.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: IMDb