quarta-feira, 30 de maio de 2012

O Espião Que Sabia Demais


título original: Tinker Tailor Soldier Spy
gênero: Drama, Suspense
duração: 127 min
ano de lançamento: 2011
estúdio: Studio Canal, Karla Films
direção: Tomas Alfredson
roteiro: Bridget O'Connor, Peter Straughan, John le Carré
fotografia: Hoyte Van Hoytema
direção de arte: Maria Djurkovic

Durante a Guerra Fria, após ser aposentado, George - um membro do alto escalão do Circus - é designado para descobrir que é o espião dentro da corporação que está passando informações secretas aos russos.
John Hurt, Colin Firth, Mark Strong, e principalmente, Gary Oldman. Com esse elenco e muito mais, não tem como criticar as interpretações que são impecáveis.
A fotografia e iluminação são de babar, muito bem casadas ao roteiro.
Agora, a história. Quero muito ler a obra original, pois parece ser um livro interessantíssimo, mas não venham me dizer que esse filme é ótimo. É o típico exemplo onde muitas pessoas vão dizer que acharam sensacional por medo de serem taxadas como burras por não terem entendido. Eu assumo e dou minha cara pra bater, achei muito confuso. Parece que tentaram criar uma trama muito elaborada para deixar o telespectador sem saber que é o espião até o último minuto, mas só conseguiram confundir e, pelo para mim, o "suspeito" foi revelado desde o começo.
Não é só questão de distrair e perder o fio da meada, eu prestei atenção durante suas mais de 2 horas e mesmo assim me senti perdida ao final. Talvez se tivesse conhecido o livro antes tivesse adorado esse filme.
Vale pelas ótimas interpretações.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.