segunda-feira, 21 de maio de 2012

A Concepção


gênero: Drama
duração: 96 min
ano de lançamento: 2006
estúdio: Film Noise
direção: José Eduardo Belmonte
roteiro: Luis Carlos Pacca

Três jovens, filhos de diplomatas, vivem juntos em um apartamento cheio de quinquilharias e vivendo uma rotina entediante. Certo dia eles conhecem um homem que se auto-intitula X que lhes propõem criar um movimento chamado Concepcionismo onde se prega a morte ao ego e a ode ao excesso.
Assisti no cinema, faz quase 6 anos isso e ainda tento entender o que se passou naquele dia.
O classifiquei como regular porque precisava colocar em alguma categoria, mas na verdade deveria criar a opção "diferente" onde encaixaria obras como essa, que me deixam confusa.
A parte conceitual, apesar de bem louca, é interessante. Mesmo partindo talvez do que alguns podem ver como "um bando de playboy a toa" o movimento tem pontos que fazem sentido.
No resto ele pode ser visto como apelativo e exagerado no uso, e abuso, de cenas de drogas e orgias. É casado com a temática? Sim. Mas também pode ser considerado desnecessário.
Cheguei ao final da sessão encantada e abismada, parecia que ao mesmo tempo em que várias portas tinham se aberto na minha mente, eu não tinha entendido bulhufas.
A única coisa que posso afirmar é que é um filme com personalidade e imagens fortes.

CLASSIFICAÇÃO: REGULAR

Poster e Ficha Técnica: Filmow

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.