segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Bom Dia, Vietnã!


título original: Good Morning, Vietnam
gênero: Drama, Guerra, Comédia
duração: 121 min
ano de lançamento: 1987
estúdio: Touchstone Pictures
direção: Barry Levinson
roteiro: Mitch Markowitz
fotografia: Peter Sova
direção de arte: Steve Spence

Guerra do Vietnã. Um aeronauta é transferido para Saigon para ser DJ na rádio operada pelo governo americano. Indo contra as orientações dadas, ele toca músicas não autorizadas e dá notícias não aprovadas, além de fazer muitas piadas que seus superiores não gostam. Apesar disso, ele ganha apoio dos soldados que gostam de seu estilo despojado.
A censura dos militares sob seus comandados, que estão em uma área mais pacificada do Vietnã, para que acreditem que não correm perigos e que a situação está sob controle. Nada que instigue o medo pode ser mostrada pelos DJs. 
Roteiro ótimo! Aqui mostra bem como, mesmo querendo ser o herói, o exército americano provocou a destruição de famílias e da sociedade vietnamita, acreditando fazer um bem a eles. O personagem de Robin Williams aqui, representa o esclarecido, que não se deixa ser cegado por aqueles que se acham donos da verdade.
O sofrimento da guerra é amenizado na vida dos soldados, pela apatia que as rádios passam por responsabilidade de seus superiores.
Detalhes a parte do filme: o tenente interpretado por Bruno Kirby que não vê graça nas piadas do aeronauta, se acha engraçado mas não tem sucesso quando tenta fazer piadas. Robin Williams levando para o filme piadas de seu show stand-up e improvisando em boa parte do filme. 
O que pode te fazer não achar tanta graça nas piadas é o fato da maioria ter ligação com situações da sociedade e cultura americana da década de 60 ou situações vividas pelos soldados na guerra. Uma ou outra coisa dá pra entender, mas talvez seja mais engraçado para aqueles que viveram na época.
Recomendo muito que assistam!
[SPOILER/] Uma das cenas finais é uma das mais duras e bonitas que já vi, uma crítica a guerra de uma maneira delicada: enquanto prédios explodem, pessoas são mortas e torturadas, florestas pegam fogo, ao fundo toca "What a wonderful world" na voz de Louis Armstrong. [\SPOILER]

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

3 comentários:

  1. [SPOILER] Realmente, o momento que toca a música "what a wonderful life" expressa singela e tragicamente a guerra em si....
    Willlians é o cara.....desde sempre, pena saber o fim que ele mesmo escolheu... :(

    ResponderExcluir
  2. Porra!!!!! Acabei de escrever o comentário, aí clico em publicar....e me manda "escrever" de novo?!?!?!? Affffffcc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natalia, seu comentário é o acima? Ele foi gravado certinho, só ñ sobe de cara pq aprovo antes, pq um tempo atrás vinha muito spam

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.