segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O Iluminado


título original: The Shining
gênero: Terror
duração: 108 min 
ano de lançamento: 1980
estúdio: Warner Bros. Pictures
direção: Stanley Kubrick
roteiro: Stephen King, Stanley Kubrick
fotografia: John Alcott

diração de arte: Leslie Tomkins


Um homem é contratado para trabalhar como zelador de um hotel que ficará fechado durante o inverno. Porém o constante isolamento começa a afetar sua saúde mental o tornando a cada momento mais perigoso e violento.
Minha relação com Stanley Kubrick é 8 ou 80, tem filmes que amo e outros que odeio. Mas esse sem dúvida caiu no meu gosto. Principalmente sendo um roteiro baseado na obra de um dos maiores nomes do terror literário: Stephen King.
Não se trata somente de um filme cheio de sangue e sustos, o mais incrível aqui é o terror psicológico que a trama traz, não só aos personagens mas também ao telespectador.
A fotografia é de encher os olhos e a trilha sonora de encher os ouvidos. Tudo muito bem colocado.
Acredito que essa produção é a "culpada" por Jack Nicholson ter se consagrado como o ator perfeito para personagens mentalmente desequilibrados. De longe uma das melhores interpretações de sua vida, em me empolgava a cada minuto em que ele parecia estar mais perturbado.
Ele é tão, mas tão clássico, que grande partes de suas cenas são memoráveis.
Não há indicação melhor para o Halloween do que esse filme. Assista e se delicie com um dos melhores filmes da história.

CLASSIFICAÇÃO: MARAVILHOSO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

domingo, 30 de outubro de 2011

Jogos Mortais 3


título original: SawIII
gênero: Terror
duração: 108 min 
ano de lançamento: 2006
estúdio: Evolution Entertainment, Twisted Pictures
direção: Darren Lynn Bousman
roteiro: Leigh Whannell, James Wan
fotografia: David A. Armstrong

Jigsaw está debilitado, mas para seus ideais continuarem vivos ele começa a treinar uma aprendiz. A polícia continua em sua busca. Enquanto isso, uma médica não imagina que está na mira do psicopata.
O que eu achava, e esperava do fundo do coração, que fosse o final na saga. O final perfeito para uma trama de terror, psicose, vingança e MUITO sangue.
Não vou falar muito do roteiro para não estragar a história, só digo que vale a pena. Se tivesse sido uma trilogia seria perfeito, o problema é a necessidade dos estúdios em continuar ganhando dinheiro em cima do que está fazendo sucesso e começar a fazer continuações descabidas. Assisti só mais o "Jogos Mortais 4" pois queria ver com meus próprios olhos como tinham continuado uma história que não tinham como seguir em frente.
Nesse o co-roteirista do primeiro está de volta, o que tira o foco da ação como houve no segundo, e volta o foco para a trama psíquica.
Fotografia, efeitos, trilha sonora, tudo mantendo a mesma qualidade desde o começo.
Como avisei no "Jogos Mortais" não são filmes para quem tem estômago fraco. Algumas cenas nos anteriores me deixavam um pouco aflita mas nada muito sério. Nesse em particular, eu quase vomitei na sala de cinema. Foi na cena [SPOILER/] em que operam o cérebro do Jigsaw [\SPOILER]. Tive que parar de olhar, ignorar os barulhos para acalmar o estômago.
Aqui é o último que vale a pena. Para me manter feliz, finjo que não houveram filmes depois desse e que, assim, a saga teve o final que merecia.


CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

sábado, 29 de outubro de 2011

Jogos Mortais 2


título original: Saw II
gênero: Terror
duração: 93 min 
ano de lançamento: 2005
estúdio: Evolution Entertainment, Twisted Pictures
direção: Darren Lynn Bousman
roteiro: Leigh Whannell, Darren Lynn Bousman
fotografia: David A. Armstrong

JigSaw ressurge, dessa vez ele prende várias pessoas em uma lugar fechado, sendo que para se salvarem terão de matar umas as outras. Enquanto isso, o detetive continua em busca de descobrir onde está o serial killer.
Poucas são as continuações que mantém o mesmo nível de qualidade do primeiro "Jogos Mortais". Inclusive, esqueci de comentar ontem de um ponto crucial do filme: a trilha sonora, que é nota 10. Super bem encaixada com a trama e as cenas. Depois que assisti a esses filmes eu coloquei a música principal como toque do meu celular de tanto que viciei nela.
A diferença maior que observei, e acredito que possa ter a ver com a mudança de diretor e co-roteirista, é que nesse não há o foco em um ou dois personagens que são a base da história e que te levam a tentar descobrir a relação de um com o outro e quais seus mistérios. Nesse há várias pessoas que vão morrendo aos poucos até sobrar um ou nenhum, no melhor estilo Terror anos 90 de ser. 
Já sabendo o estilo de pensamento do JigSaw fica mais fácil de acompanhar a trama, mas não menos surpreendente, há revelações chocantes no final tanto quanto no primeiro.
[SPOILER/] Destaque para a cena em que Shawnee Smith é jogada dentro da piscina cheia de seringas infectadas. tenso. [\SPOILER]
E a série ainda vale a pena.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Jogos Mortais


título original: Saw
gênero: Terror
duração: 103 min 
ano de lançamento: 2004
estúdio: Evolution Entertainment
direção: James Wan
roteiro: Leigh Whannell, James Wan
fotografia: David A. Armstrong

Um detetive é designado para investigar um caso que acaba o deixando obsessivo por descobrir a verdade: um serial killer que faz jogos com suas vítimas as prendendo em máquinas de tortura e mortais para se livrarem sozinhas, se conseguirem, e deixa uma cicatriz em forma de quebra-cabeças nelas.
Buscando filmes no estilo de "Eu sei o que vocês fizeram no verão passado", terror padrão do final da década de 90 inicio dos anos 2000, me deparei com esse filme. A nova era dos filmes de terror; depois da sequência de Jogos Mortais parece que as produções ficaram mais sangrentas e explícitas quanto as mortes e corpos decepados - vide "O Albergue" por exemplo, ou até "Centopeia Humana".
Sabe o que mais me preocupa nesse roteiro? É que faz sentido. Não é um terror de um psicopata sem escrúpulos e razões ou de coisas sobrenaturais. Os princípios de JigSaw fazem todo o sentido [SPOILER/]  o fato dele querer punir aqueles que não valorizam suas vidas, pois ele está morrendo e não aceita ver tantas pessoas jogando suas oportunidades fora, chega a ser plausível. [\SPOILER]
 O elenco tem uma ou outra figura que você talvez se lembre de outra produção, mas nenhuma super estrela. Inclusive, conheci Tobin Bell com essa produção, não me lembro em qual outro filme que o vi depois e a única coisa que me vinha a cabeça era: "O JigSaw!" - se não me engano é em "Os Bons Companheiros".
Assistam a esse filme, só tomem cuidado se tiverem estômago fraco, sem dúvida alguma é um dos meus favoritos do gênero.


CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Halloween H20 - 20 Anos Depois


título original: Halloween H20 - 20 Years Later
gênero: Terror
duração: 86 min 
ano de lançamento: 1998
estúdio: Dimension Films, Nightfall Productions
direção: Steve Miner
roteiro: John Carpenter, Debra Hill
fotografia: Dean Cundey

Após simular sua morte para fugir do psicopata Michael Myers, Laurie muda de nome e cidade e recomeça sua vida como diretora em uma escola, mesmo não conseguindo se livrar do medo de seu irmão a encontrar. Passam-se 20 anos e o inevitável acontece, Michael a encontra e passa a perseguir então seu filho, ela resolve então enfrentar seus temores mesmo sabendo que somente um sobreviverá.
Apesar de só ter assistido o primeiro "Halloween: A Noite do Terror" e esse último, o que sempre ouço é que as continuações 2, 3,4... foram muito ruins e só esses dois salvam.
Pelo que sei , pelo jeito nas outras continuações também não havia a Jamie Lee Curtis. Como é possível continuar um filme sem o segundo personagem mais importante da trama - o primeiro é o Michal Myers, lógico.
Gostei bastante desse, manteve o nível de terror do original, mas já com um toque dos filmes do gênero na década de 90.
Muitos gritos, perseguições, correria e sangue. Está recomendado.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Halloween: A Noite do Terror


título original: Halloween
gênero: Terror
duração: 91 min 
ano de lançamento: 1978
estúdio: Compass International Pictures
direção: John Carpenter
roteiro: John Carpenter, Debra Hill
fotografia: Dean Cundey



Um psicopata, que matou a própria irmã, foge da instituição onde está internado e volta a aterrorizar sua cidade que ainda vive traumatizada com seu primeiro crime.
Um clássico do terror sem dúvidas! Provavelmente um dos precursores dos filmes desse gênero mais focados em psicopatas e não em forças sobrenaturais.
Outro ponto que mostra bem como esse filme marcou época e a carreira de seus atores: como falar o nome de Jamie Lee Curtis e não lembrar dessa produção?
Pura diversão, sustos e pulos no sofá!

CLASSIFICAÇAO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Construção


gênero: Documentário
duração: 70 min 
ano de lançamento: 2011
produção: Doralice Produções e Samba Filmes
direção: Carolina Sá

roteiro: Carolina Sá, Frederico Coelho
fotografia: Marcos de Vasconcellos, David Pacheco, Carolina Sá
música: René Ferrer
montagem: Marilia Moraes
produtor: Walter Salles, Patricia Pillar, Gabriela Figueiredo,Carolina Sá


Documentário sobre a ida de Branca, uma menina de três anos para Cuba, no aniversário da Revolução, para conhecer a terra de seu pai. Seu avô, um arquiteto e escritor muito ativo nos anos 60, é revivido aqui através de cartaz e vídeos antigos para contracenar com sua filha.

Assisti na Mostra de Cinema e por acaso era o dia de estréia do filme, então pude ver diretora e todos os envolvidos no filme dando seu parecer sobre a obra antes de começar a projeção, o que agregou bastante.
Vi alguns comentários sobre ser muito exibicionismo da própria vida da diretora, porem vejo com um acervo sobre uma figura participativa na década de 60 e o choque entre as culturas brasileira e cubana.
A trilha sonora é encantadora.
Pode acabar sendo um pouco cansativo dependendo do ritmo que você esteja no dia, mas no todo considero válida a experiência.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: Site Oficial da Mostra