terça-feira, 13 de setembro de 2011

Tempo de Despertar


título original:Awakenings
gênero:Drama
duração:2 hr 1 min
ano de lançamento: 1990
estúdio: Columbia Pictures Corporation
distribuidora: Columbia Pictures
direção: Penny Marshall
roteiro: Steven Zaillian, baseado em livro de Oliver Sacks
produção: Lawrence Lasker e Walter F. Parkes
música: Randy Newman
fotografia: Miroslav Ondrícek
direção de arte: Bill Groom
figurino: Cynthia Flynt
edição: Battle Davis e Gerald B. Greenberg

Um neurologista, recém contratado por um hospital psiquiátrico, encontra no local vários pacientes catatônicos. Ele chega a conclusão que eles estão apenas adormecidos e, após várias pesquisas, resolve testar uma nova droga para Mal de Parkinson nesses pacientes. O diretor do hospital autoriza o teste em apenas uma pessoa, o neurologista escolhe um homem que está no estado vegetativo desde criança; para sua sorte esse acorda. Passa então a implementar o tratamento em todos os pacientes, mas o paciente pioneiro começa a apresentar efeitos colaterais preocupantes.
Dizem logo no começo que o roteiro é baseado em fatos reais, eu sempre suspeito um pouco desse tipo de filme, por não ser realmente baseado ou por ser considerado bom por esse fator e na verdade ser uma porcaria.
Mas essa história se supera, passando em uma época onde o avanço na medicina ainda não era tão grande, a vontade de ajudar do médico principal  é de encher nossos coraçõezinhos de fé na humanidade.
Mesmo, talvez, podendo ser considerada por alguns como história cliché de milagre e superação, eu duvido que alguém não chore assistindo a essa emocionante trama.
O elenco da show de interpretação. Inclusive, acredito que tenha sido uma das melhores atuações de Robert De Niro. Nos momentos em que ele começa a voltar a andar e falar , por exemplo, ou mais pra frente quando iniciam os cacuetes, a veracidade de sua interpretação impressiona.
Eu supre recomendo para que quem drama e emoção mas sem deixar a esperança de lado.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

3 comentários:

  1. Um grande filme mesmo sendo muito triste, é impossível de assistir sem se emocionar, tem uma história que o verdadeiro Dr. Malcolm Sayer, interviu em uma cena por pensar que Robert deniro tendo um ataque de verdade.

    @tycrowley...

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o seu blog. Esse filme me inspirou para escrever um post no meu blog tbm..

    da uma conferida la! abraços!

    http://homemxxi.blogspot.com.br/2013/01/a-importancia-da-vida-e-dos-sonhos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leonardo. Obrigada ! Vou olhar seu post sim =)

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.