sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Simplesmente Amor


título original: Love Actually
gênero: Romance
duração: 135 min
ano de lançamento: 2003
estúdio:  Universal Pictures
direção: Richard Curtis
roteiro: Richard Curtis
fotografia: Michael Coulter
direção de arte: Jonathan McKinstry


Perto do Natal, várias histórias de amor se desenrolam ou se enrolam. O primeiro-ministro da Inglaterra se apaixona por sua secretária, um escritor com o coração partido vai buscara  cura no sul da França, um casamento de longa data está a um fio pois a mulher suspeita que o marido a está traindo, um garotinho quer conquistar a menina mais difícil da escola, a paixão platônica de uma mulher ganha uma chance ao sair com o rapaz desejado, um rockeiro quer voltar a fama. Suas histórias são entrelaçadas graças ao amor.
Gosto bastante de roteiros assim, que desenvolvem em paralelo várias histórias e que você sabe que em algum momento irão se encontrar. Mesmo nesse caso, em que os contos são bobinhos e românticos, como convêm a histórias de amor no Natal, dá para deixar seu dia mais açucarado.
O elenco é lotado de estrelas. Hugh Grant está interpretando a si mesmo, como sempre. Colin Firth me lembrou muito seu personagem em "O Diário de Brigitte Jones". Alan Rickman ótimo como sempre, mas mantendo aquele ar blasé constante. E aqui temos uma das primeiras participações mais relevantes de Rodrigo Santoro no cinema internacional.
Destaque para a cena que Keira Knightley recebe o rapaz em sua porta com frases escritas em cartazes, muito fofo.
É um filmes de mulherzinha, que ocupa bem o tempo, mas feito para provocar suspiros e fazer as românticas continuarem acreditando no príncipe encantado.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha Técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.