sexta-feira, 8 de julho de 2011

O Resgate do Soldado Ryan

título original:Saving Private Ryan
gênero:Guerra
duração:2 hr 48 min
ano de lançamento: 1998
estúdio: DreamWorks SKG / Paramount Pictures / Amblin Entertainment
distribuidora: DreamWorks Distribution L.L.C. / Paramount Pictures / UIP
direção: Steven Spielberg
roteiro: Robert Rodat
produção: Ian Bryce, Mark Gordon, Gary Levinsohn e Steven Spielberg
música: John Williams
fotografia: Janusz Kaminski
direção de arte: Tom Brown, Ricky Eyres, Chris Seagers e Alan Tomkins
figurino: Joanna Johnston
edição: Michael Kahn
efeitos especiais:Industrial Light & Magic

Durante a Segunda Guerra Mundial, no processo de envio de telegramas a familiares de soldados mortos se descobre que três de quatro irmão foram mortos. Um capitão é designado então a ir em busca desse soldado para enviá-lo de volta para casa. Porém, ele e seus soldados tem de enfrentar inimigos externos e internos, além de atravessar áreas muito perigosas para encontrar o soldado Ryan.
Com um roteiro extremamente dramático, Spielberg conseguiu narrar bem como é a vivência dentro de um campo de batalha e como cada um lida com seus temores de uma maneira diferente do outro.
O elenco segura muito bem as pontas dessa história com muito esforço físico e sentimental. Foi uma surpresa pra mim ver Vin Diesel, mesmo num papel próximo aos que ele costuma fazer de homem ogro, conseguiu interpretar bem um personagem com mais profundidade.
As cenas não são nada fracas. Pessoas mutiladas, com órgãos expostos, além do terror psicológico de cada personagem.
Uma baita de uma produção, a altura do roteiro e a altura dos expectadores. Merecedor de toda a fama que recebeu.

CLASSIFICAÇÃO: ÓTIMO

Poster e Ficha Técnica: IMDb

2 comentários:

  1. Excelente! Pra mim um dos melhores filmes sobre a 2ª Guerra do Spielberg, só perde para o "A Lista de Schindler"!

    ResponderExcluir
  2. Eu ja acho que a unica virtude desse filme é seu visual "videogamistico", o roteiro não consegue explorar bem as personalidades e conflitos dos personagens fazendo com que aquela cena final que tinha tudo pra ser emocionante seja sem graça. É excessivamente comercial, os soldados são "bonzinhos" de mais e Tom hanks e matt damon tambem não ajudam. Spielberg é muito melhor em filmes mais infantis (raiders, et, jurassic park) do que nesses onde tenta ser um pouco mais sério.

    ResponderExcluir