segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Oscar 2011


Já vou avisando que talvez esse texto fique longo.
 Não faz muito tempo que comecei a realmente acompanhar o Oscar; tinha preguiça de ficar acordada até tarde pra ver. Assisti pra valer, inteirão, ano passado e esse ano que – apesar de estar caindo de sono – aguentei as pontas e fui até o final.  Ano passado assisti pela Globo e passei mal de rir com José Wilker, que com certeza devia estar com alguma coisa na cabeça pois não falava nada com nada e tinha crises sem noção de riso. Já esse ano, resolvi levar mais a sério e assisti na integra e começando “do começo” na TNT com comentários de Rubens Ewald Filho. Só perdi alguns pedacinhos pois minha mãe queria ver a formação de paredão no BBB.
Vamos ao que interessa então, vou só citar os ganhadores em que eu estava totalmente por fora da categoria e não tenho como comentar.
Melhor Curta Desenho quem ganhou foi “The Lost Thing”, não assisti, mas acredito que seja muito bom, afinal ganhou de “Dia e Noite” da Pixar – curta recente que amei quando assisti e para mim superou todos os anteriores.
Melhor Filme Estrangeiro ficou com “Em Um Mundo Melhor”. Também não assisti e não tenho como comentar, mas fica a dúvida: o favorito não era "Biutiful"? Como é possível essa maravilha de filme não ter levado UMA estatuetazinha que seja pra casa? Entrarei no mérito de Melhor Ator depois.
Melhor Curta Documentário foi “Strangers no more”. Check.
Melhor Maquiagem foi para “O Lobisomem”, pode ser ignorância da minha parte, mas nunca tinha ouvido falar desse filme até a última madrugada. Mas pelo que mostraram na apresentação realmente a maquiagem era muito bem feita.
Quanto a Melhor Documentário e Melhor Curta Drama ganharam “Inside Job” e “God of love”, respectivamente. Fiquei triste de “Lixo Extraordinário” não ter levado, não vi, mas seria muito bacana se ganhassem! Quanto a essas 2 categorias só tenho um adendo a fazer: pelo que percebi, os favoritos eram filmes não americanos e tinham opções muito boas fora da ponte aérea EUA-Inglaterra, mas o que pesou para a escolha foi o bairrismo.
“O vencedor” está na minha listinha para assistir. E depois que angariou para si Melhor Atriz Codjuvante com Melissa Leo, Melhor ator Coadjuvante com Christian Bale fiquei com mais vontade ainda de ver, principalmente pela transformação que o último passou para viver o personagem.
Alice no País das Maravilhas” ganhou em Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino, nada mais justo para um filme que enche os olhos mas deixa a desejar no roteiro.
Achei que “A Rede Social” fosse faturar um monte, mas só levou para casa Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Trilha Sonora e Melhor Montagem. Da parte técnica não entendo, mas da trilha não tinha dúvida que ficaria entre esse e “A Origem”, ambos arrasaram em todos os sentidos nessa área.
Inclusive “A Origem” levou Melhor Mixagem de Som, Melhor Edição de Som, Melhor Fotografia  e Melhor Efeitos Visuais – alguma dúvida que seriam prêmios garantidos, ou quase, dessa super produção? Eu não tinha. Apesar de que Melhor Fotografia achei que iria para “Bravura Indômita”, que inclusive concorreu em 10 categorias e não levou nada – nenhuma surpresa pra mim que só considerei justas as indicações a Melhor Fotografia e Melhor Atriz Coadjuvante a esse filme.
“Toy Story 3” levou Melhor Animação, lógico, e Melhor Canção – quando penso em trilha de Toy Story só me vem na cabeça a música Amigo Estou Aqui. Mas achei sensacional eles também terem concorrido a Melhor Filme, não me lembro de alguma outra animação já ter concorrido nessa categoria e as chances eram baixas, mas seria lindo se ganhassem!
Melhor Atriz não teve nenhuma surpresa: Natalie Portman venceu após uma linda e impactante atuação em “Cisne Negro”.
Agora a cereja do bolo – “O Discurso Do Rei”. Ainda não vi, só fiquei sabendo desse filme quando começou o falatório sobre o Oscar e depois de ontem fiquei mais curiosa ainda para assistir. Ele levou Melhor Roteiro Original, Melhor Direção, Melhor Ator com Colin Firth no papel principal e Melhor Filme.
Quanto a Melhor Ator, é um dos fatores que está mais me impulsionando a ver, porque quero ver como foi possível ele superar Javier Bardem em “Biutiful”. Já em Melhor Filme eu tinha meus favoritos: “Cisne Negro”, “A Origem” e “A Rede Social” – nessa sequência; que são filmes extraordinários, então quero entender como um filme que ouvi falar ser muito bom, mas só isso e nada fora do comum, ganhou tanto status. Mas só vou discorrer sobre ele depois que assistir.

Enfim, essa é minha pequena opinião hehe. E vocês, o que acharam da 83ª edição do Oscar, justa?

4 comentários:

  1. Olá. Gostaria de fazer algumas críticas relacionadas ao texto.

    Algo que me incomodou muito foi o fato de você "não se lembrar" de alguma animação ter concorrido a melhor filme. Bem, primeira delas foi A Bela e Fera, em 1999, e teve também Up - Altas Aventuras, em 2010. Além de Valsa com Bashir, que foi nomeado para melhor filme estrangeiro em 2009.

    Para ter um blog de cinema, é necessário saber pelo menos o básico. Mas, ok, ninguém é obrigado saber de tudo. Agora, dizer que "não se lembra" ou que "não sabe" é simplesmente inadmissível. É confirmar que você não está par do assunto e, ainda, que não teve nem ao menos o interesse de pesquisar. Nessa situação, essa foi uma verdadeira gafe.

    Espero que receba a crítica como construtiva e que aperfeiçoe seu trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Oi João. Então, o que eu tento fazer aqui é uma convesa. Comecei o blog pq muitos amigos me pediam indicações de filmes para assistir, daí resolvi facilitar as coisas. inha intenção NÃO É escrever um texto jornalístico cheio de fatos pesquisados, mas ir colocando meus comentários conforme vão surgindo na cabeça. Realmente não me lembrei desses filmes, mas minha memória é fraca e -apesar de manter um blog de cinema - foram poucas as vezes que acompanhei o Oscar inteiro (muito tarde, gosto de dormir cedo) e ler os vencedores não grava tanto quanto ver a anunciação.

    Aceito críticas sim, agora que você podia ter sido um pouquinho mais educado podia né =), espero que aceite bem meu comentário também - porque não sou paga pra escrever aqui, faço de coração, e vir dizer que é "inadmissível" é um pouco pesado huahauh

    Espero que meus erros inaceitáveis não façam vc parar de ler meus comentários no blog. O que faço é só passar minhas emoção, meu sentimento ao final do filme. Opinião pessoal mesmo, não verdade absoluta como alguns críticos profissionais de cinema. Coloco aqui e ai, quem quiser, dá sua opinião concordando ou não, mas num diálogo aberto.

    ResponderExcluir
  3. Não que os erros sejam "inadmissíveis" para mim, só digo que incomoda um pouco quando é colocado um fato errôneo, e não uma opinião contrária ou qualquer outra coisa.

    E desculpe se pareci grosso, não era a intenção.
    Mas gostei bastante do blog, vou visitar quando puder ;)

    ResponderExcluir
  4. Relaxa que se vc tivesse sido muito grosso nem tinha aceito o comentário, mas achei seus adendos muito válidos.

    O caso é que, se for parar pra ver não é um fato errôneo eu dizer que não lembro de algo, esse foi - com certeza - um fato certo.Não contestei a existência de outros desenhos concorrendo a melhor filme, só disse que na minha cabecinha avoada não existiam resquícios de tal fato =)

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.