quarta-feira, 14 de julho de 2010

O Casamento de Rachel

  • título original:Rachel Getting Married
  • gênero:Drama
  • duração:01 hs 54 min
  • ano de lançamento:2008
  • estúdio:Clinica Estetico / Marc Platt Productions
  • distribuidora:Sony Pictures Releasing
  • direção: Jonathan Demme
  • roteiro:Jenny Lumet
  • produção:Neda Armian e Marc E. Platt
  • música:Donald Harrison Jr. e Zefer Tawil
  • fotografia:Declan Quinn
  • direção de arte:Kim Jennings
  • figurino:Susan Lyall
  • edição:Tim Squyres
  • efeitos especiais:Brainstorm Digital / Click 3X
Kym consegue uma folga da reabilitação para ir ao casamento da sua irmã Rachel. Ela está nessa situação por ter, uma vez drogada, perdido o controle do carro e com isso matado seu irmão pequeno. A falta de atenção necessária à garota, e a falta de credibilidade que alguns mebros da família e do circulo de amigos dão à ela, geram conflitos durante o período de preparação da cerimônia.
A idéia do filme é muito boa, os conflitos são realmente fortes e no final há uma sensação de estresse emocional no telespectador (eu pelo menos estava extremamente nervosa ao final), mas o filme no todo é meio arrastado. Rachel não aceita que a irmã tenha a maior parte das atenções, mesmo sendo uma psicóloga - quem deveria mais entender a situação - ela fica inconformada que os problemas de Kym sejam mais relevantes para seu pai do que seu casamento; sinceramente peguei ódio da Rachel, por mais que o final de semana fosse dela por direito e que a irmã tivesse perdido toda a credibilidade, não é ignorando ou jogando pedra na pessoa que ela melhoraria.
Mas acho que a intenção do filme é exatamente essa, a monotonia gerar em quem está assistindo um ódio pelas atitudes dos personagens e uma tensão como se realmente estivesse inserido na situação.

CLASSIFICAÇÃO: BOM

Poster e Ficha técnica: IMDb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.